Rádio Estadão: TPE fala sobre perfil dos professores brasileiros
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Rádio Estadão: TPE fala sobre perfil dos professores brasileiros

Alejandra Meraz Velasco, do TPE, comenta perfil dos professores do País

Todos Pela Educação

18 Maio 2016 | 17h07

Nesta semana, o Todos Pela Educação divulgou um levantamento sobre o perfil dos professores no país. Os dados, que têm como fonte o Censo Escolar (MEC/Inep) e a Pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic / IBGE) mostram que, dos cerca de 2 milhões de professores do País, a maioria atua na rede pública de ensino (76,8%) e em maior concentração na área urbana (84,5%). O Ensino Fundamental 2 (6º ao 9º ano) é a etapa com maior número de professores (quase 800 mil). Apenas metade desses profissionais tem formação adequada exigida pelo Plano Nacional de Educação (PNE). A idade média deles é de 40 anos, sendo que cerca de 400 mil possuem mais de 50 anos. E, de cada 10 docentes, 8 são mulheres.

Gráfico Porcentagem de Professores com Educação Superior

Em entrevista à Rádio Estadão, Alejandra Meraz Velasco, superintendente do movimento Todos Pela Educação comentou que, apesar dessa alta proporção de mulheres no magistério ainda é pequena a representatividade feminina nos cargos de níveis mais altos, de tomadores de decisão.

O levantamento mostra ainda que aproximadamente 30% dos professores têm contratos temporários e, 89,6% dos municípios brasileiros afirmam ter plano de carreira para o magistério. Para a superintendente do TPE, essa alta parcela de contratos temporários pode apontar para uma precarização do vínculo dos professores que pode afetar a qualidade da Educação. Ela destaca, ainda, que as condições de trabalho e plano de carreira são tão importantes quando a valorização salarial para tornar a profissão docente mais atrativa.

Para ouvir a íntegra da entrevista, realizada por Renata Okumura e Daniel Gonzales, clique aqui.

Para acessar o levantamento do perfil dos professores no Brasil, acesse aqui.