Teto verde trabalha questões climáticas através da Permacultura

Teto verde trabalha questões climáticas através da Permacultura

Colégio Renascença

11 de novembro de 2021 | 19h45

Após meses em casa, praticamente 100% dos estudantes do Colégio Renascença, em São Paulo, voltaram a se reunir com colegas e professores. No retorno ao presencial, a instituição está aproveitando as áreas verdes da sede para aulas ao ar livre. Sob a luz da ecologia, os alunos estão aprendendo como diminuir a emissão dos GEE (gases de efeito estufa), promovendo o cultivo orgânico de hortaliças, e de outras espécies, utilizando o húmus e o biofertilizante produzidos através dos resíduos do lanche e do almoço. Além disso, aprendem a reaproveitar resíduos, produzindo papel reciclado, sabão e enviando recicláveis a cooperativas e programas de coletas indicados pela TerraCycle (programa Faber-Castell; programa Nestlé e outros).

Com cinco minhocários, os estudantes têm aprendido sobre a atuação das minhocas, abrindo caminhos para uma legião de microrganismos, promovendo a ciclagem da matéria orgânica. As protagonistas do processo contribuem na trituração, aeração e drenagem dos nossos resíduos orgânicos. A produção do biofertilizante está na marca de 5L por semana e com isso é possível ceder o excedente a comunidade escolar, fertlizando hortas domésticas.

A investigação pulsa no processo de tratamento dos resíduos orgânicos. Há exploração de outras técnicas de compostagem, como o método Takakura. onde se altera o inoculante- “sopa” de microorganismos – que transformam os resíduos em material que será absorvido pelas plantas. Ao invés de usar o húmus da minhoca esses fermentos diferentes agem de forma específica nas estruturas presentes nos resíduos, promovendo aceleração do processo.

Teto Verde

A preocupação ambiental sempre esteve em pauta no Colégio Renascença, mas não era possível imaginar o valor que esses espaços ganharam nos últimos meses – quando se tornaram essenciais para o bem-estar e segurança dos estudantes, além de espaços de aprendizagem ativa. Um dos ambientes mais requisitados é o Teto Verde localizado no 3° andar da instituição.

O espaço segue os princípios da permacultura urbana e conta atualmente com diferentes setores, contendo plantas medicinais; plantas bioindicadoras de poluição; plantas para extração de biocombustíveis; PANCs e outras hortaliças. Em aderência à horta contamos com um laboratório que propõe estudos dos solos e seus impactos; extração de biocombustíveis e óleos essenciais; estudo e construção de protótipos para exploração de energias renováveis.

Durante o isolamento social, nem todos os estudantes puderam estabelecer um contato mais próximo com a natureza. Assim, o colégio está incentivando o contato mais intenso com as área desde a Educação Infantil.

Mudanças Climáticas e Pandemia

O projeto educacional do Colégio Renascença está diretamente ligado a busca de soluções para os problemas complexos que envolvem a contemporaneidade, por isso, a Pandemia não poderia ficar fora da sala de aula. Os alunos montaram um Mural do Clima, uma iniciativa do Climate Reality com projetos no Brasil, que propõe identificar e articular as relações causa e efeito das mudanças climáticas. A dinâmica é feita através de cartas e de forma colaborativa e está trazendo reflexões importantes para os alunos, tanto no reconhecimento dos projetos já trabalhados na escola, como na necessidade da proposição de outros caminhos.

Tudo o que sabemos sobre:

teto verdecolégio renascençapermacultura

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.