O espaço como terceiro educador

O espaço como terceiro educador

priscilladahan

20 Maio 2016 | 11h12

No Colégio Renascença, privilegiamos os espaços externos da escola para ensinar e propor brincadeiras para os alunos (jogos simbólicos, brincadeiras tradicionais e folclóricas e jogos matemáticos).

Na Educação Infantil o espaço é realmente considerado o terceiro educador e por isso o espaço interno e externo está sendo sempre repensado e replanejado a partir da observação que fazemos do uso pelos alunos.

Recentemente inauguramos dois espaços que privilegiam interações montadas com propostas lúdicas, mediadas e observadas pelos professores.

Encontramos em alguns estudiosos informações importantes para nossa fundamentação sobre o espaço e os ambientes .

Wallon, Vigotsky e Zabalza apontam a importância das relações e interações que ocorrem no e com o espaço e a relação com o desenvolvimento cognitivo e emocional. Sabemos que o meio influencia na construção do conhecimento. Percebemos que o aluno em interação constrói e reconstrói o mundo nesta relação dialética. O espaço é uma fonte de oportunidades para brincar, descobrir, trocar, compartilhar e até repousar.

Nossa  inspiração está calcada na proposta italiana da cidade de Reggio Emilia onde o espaço “fala”, não nos deixa indiferente, transmite sensações, evoca recordações, passa segurança e inquietação, justamente por estarmos em constante interação. Há um “diálogo” constante com o espaço, onde são compartilhadas diferentes experiências que  valorizam a participação da criança.

Tânia Barbosa Martin e Mindla Fleider
Coordenadoras Pedagógica da Educação Infantil do Colégio Renascença

 

IMG-20160516-WA0008 IMG-20160516-WA0006 IMG-20160516-WA0003 IMG-20160324-WA0177 20160425_120221 20160322_111953 20160216_094014 20160211_101337 20160204_112538 20160204_112535 IMG-20160516-WA0021 IMG-20160516-WA0016 IMG-20160516-WA0011