Colégio Porto União no combate ao H1N1

Colégio Porto União no combate ao H1N1

colegioportouniao

01 Abril 2016 | 08h29

O vírus H1N1 chegou mais cedo este ano. A gripe preocupa pais e professores que estão sempre atentos aos principais sintomas da doença, que se assemelham a uma gripe comum. No Colégio Porto União, nossa proposta é sempre informar os alunos não só sobre as matérias e conteúdos regulares, mas também sobre os fatos e situações que acontecem no mundo – o surto da gripe não poderia ficar de fora.

Alunos do Colégio Porto União aprendendo como evitar o H1N1

Alunos do Colégio Porto União aprendendo como evitar o H1N1

Nossas crianças do segundo ano iniciaram um projeto sobre a doença, seus sintomas e tratamento, idealizado pela professora Regina Pasco. Os alunos depois receberam a visita da auxiliar de enfermagem Rosangela Costa, responsável pela enfermaria do colégio para inquirir os alunos sobre o tema.

Agora nossos alunos estão cientes dos sintomas e maneiras de evitar o contágio do H1N1 não apenas na hora da escola, mas em casa e em todos os ambientes que frequentam – clubes, casa da vó, aulas.  Vale lembrar que o H1N1 é transmitido de maneira parecida com a gripe comum e a primeira medida para evitar o contágio é lavar sempre as mãos – o que já virou rotina na classe e vai se estender para todos os alunos do Colégio que também contam com álcool gel em cada sala.

Nossos alunos levantaram outras medidas para evitar a gripe. Prestem atenção:

  • Cobrir o nariz e a boca quando tossir ou espirrar
  • Lavar as mãos com frequência, usando água e sabão ou álcool em gel.
  • Evitar tocar olhos, nariz ou boca.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • E, se contrair o vírus, ficar em casa e beber muito líquido.