E se eu não passar no vestibular?

E se eu não passar no vestibular?

Colégio Pentágono

24 de novembro de 2021 | 10h01

Por Adriana Giorgi Costa*

Final de ano é sempre um período difícil  para os  estudantes que prestam exames para  uma vaga no ensino superior.  Alunas e alunos  da 3ª série do Ensino Médio vivem um turbilhão de emoções: ansiedade pela espera, medo dos resultados, expectativa de sucesso. A rotina se torna cansativa, estão sobrecarregados de tarefas da escola, de inscrições em diversas  instituições, de simulados semanais, de realização de inúmeros vestibulares e da realização do ENEM. Além disso, a pandemia trouxe um novo desafio, obrigando os jovens a viverem o isolamento social durante a 2ª série e descobrirem um novo jeito de estudar. Muitos estabeleceram uma  boa rotina de estudos e foram impelidos a criar  estratégias próprias para manter a concentração e obter autonomia com as aulas a distância. 

Foto: Pexels Energe Pic

Nesse cenário, como lidar com a expectativa dos resultados? Como lidar com a cobrança e a pressão? Nesse momento, a ansiedade é a emoção predominante entre aqueles que se preparam para os vestibulares. Além disso,  muitos cursos, em especial os mais desejados, possuem um número muito maior de candidatos do que as vagas disponíveis, criando, assim, um ar de competitividade entre os candidatos, situação bastante diferente da colaboração natural do convívio escolar. E essa competição gera o medo do fracasso.

Nesses últimos meses do Ensino Médio, os alunos da 3ª série do Colégio Pentágono vivenciam essa ansiedade pela escolha do curso e preparo para os vestibulares que virão nos próximos meses.  Com diferentes perfis, alguns alunos optam por não realizar vestibular, outros se inscrevem em universidades estrangeiras, outros já têm vaga garantida pelos vestibulares de meio de ano. No entanto, a  maioria está prestando inúmeros testes em diferentes instituições públicas, privadas, e participando de processos seletivos nacionais e internacionais.  Depois do período de maratona dos vestibulares e ENEM, vem a espera pelos resultados que podem levar semanas. Como lidar com o medo da reprovação? A grande questão é:  “será que vou passar?”

Na maior parte das vezes, é o próprio aluno que se cobra, que exige muito e desenvolve esse medo do insucesso. Uma aluna até usou um conceito “faço autopressão”, se referindo à cobrança que faz sobre si mesma. Muitos estudantes, inclusive, afirmam que a família não faz pressão e que a escola os compreende. Mesmo assim, é muito frequente o medo de não passar de primeira no vestibular e entrar no mercado de trabalho mais velho, ainda que tenham apenas 17-18 anos. 

Junto a esse turbilhão de ansiedade, alunos e alunas da 3ª série do Médio estão vivenciando a fase de amadurecimento, de autoconhecimento, de saber fazer escolhas – a primeira grande decisão de suas vidas. No momento de incerteza que vivem, é importante que também aprendam a  administrar a expectativa e viver seu tempo de espera, entender que uma reprovação não é o fim do mundo. Mas como podemos auxiliá-los? Acolhendo e mostrando que um possível resultado negativo não resume o que cada um é e, além disso, que o adolescente tem inúmeras habilidades que serão desenvolvidas e descobertas nos próximos anos.

Cada um é  muito mais que o nome em uma lista de aprovação!

 

* Adriana Giorgi Costa é Orientadora Educacional dos Anos Finais e Ensino Médio da Unidade de Alphaville do Colégio Pentágono

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.