Desde o início do ano letivo, Colégio Pentágono prioriza retorno integral de alunos em idade de alfabetização

Desde o início do ano letivo, Colégio Pentágono prioriza retorno integral de alunos em idade de alfabetização

Colégio Pentágono

09 de abril de 2021 | 17h56

Para as séries do 3º ano do Fundamental ao Ensino Médio, o retorno será parcial e facultativo, com 35% do total de alunos e esquema de bolhas   

Seguindo diretrizes anunciadas pelo Governo Estadual de São Paulo, o Colégio Pentágono está novamente preparado para retornar presencialmente no dia 12 de abril nas unidades Morumbi e Perdizes; a de Alphaville, no município de Santana do Paranaíba, retornou no dia 5 de abril. Com constante atualização e treinamento dos protocolos de saúde, a escola continuará priorizando crianças de 4 a 7 anos, em idade de alfabetização, como tem feito desde o início do ano letivo. 

Para as crianças que cursam Educação Infantil e 1º e 2º Anos do Fundamental, o Pentágono retornará com 100% dos alunos em todos os dias da semana, adotando divisões necessárias para respeitar o distanciamento social dentro de sala de aula. “Conforme foi bem destacado pelos órgãos governamentais, o grupo que mais necessita do ensino presencial para seu desenvolvimento e, consequentemente, melhor aprendizagem são as crianças em idade de alfabetização. O Pentágono se antecipou e, em fevereiro, já tinha pronta uma força-tarefa que preparou a escola para a retomada integral da Educação Infantil”, diz Thais Zanetti, Coordenadora da Educação Infantil e 1º ano do Fundamental da unidade Perdizes. “É na sala de aula que conseguimos progredir mais efetivamente com a evolução das crianças nessa faixa etária, validando aspectos motores e de interação”. 

A direção da escola seguirá as orientações do Plano de Contingência do Estado de São Paulo e trabalhará com percentual máximo liberado pelas prefeituras municipais de São Paulo (Unidades Morumbi e Perdizes) e Santana do Parnaíba (Unidade Alphaville). O Colégio optou por um esquema de rodízio das turmas, privilegiando a Educação Infantil. Para isso, os alunos das séries do ensino fundamental e médio, não terão a frequência das aulas tão ampla.

Medidas de Higiene e Segurança 

A escola também continua com a consultoria especializada do Hospital Israelita Albert Einstein para a constante atualização e treinamento de protocolos eficientes aplicados nas dependências da escola, bem como a distribuição de materiais informativos pelas áreas comuns. Além da aferição de temperatura na entrada, alunos e colaboradores devem estar de máscara com tripla camada, e tem que responder a um questionário dizendo se estão com sintomas ou se estiveram com alguém com suspeita ou com sintomas antes de entrar na escola. Totens e dispensers com álcool em gel foram posicionados em diversos pontos da escola, assim como sinalização de distanciamento de 1,5m entre as pessoas.  

Houve mudanças nas áreas comuns intercalando as cabines de banheiros, a quadra esportiva recebeu adesivos no chão para auxiliar os alunos no distanciamento durante as atividades esportivas e os bancos das áreas comuns também receberam avisos de distanciamento. Durante a disciplina de educação física, além do uso obrigatório da máscara, foram suspensas quaisquer interações em dupla ou grupo. Jogos com o uso de bola como futebol, vôlei e basquete foram substituídos por esportes individuais. 

A contratação de uma equipe de profissionais de enfermagem foi fundamental para dar respaldo ao corpo docente e aos alunos e também para fiscalizar o cumprimento de todas as normas de saúde estabelecidas.  

 

Tudo o que sabemos sobre:

retorno presencialaulasAlfabetização

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.