Afinal, o que é essa tal bidocência?

Afinal, o que é essa tal bidocência?

Colégio Pentágono

05 Outubro 2016 | 11h56

Pentágono Caiubi - Guia Escola 2015 - 111

Bidocência é uma proposta inovadora do Colégio Pentágono em favor de um trabalho de melhor qualidade, de acordo com a necessidade da série. Foi abraçada pela equipe de professores e contou com a aprovação de nossos alunos e de seus familiares. Mas, afinal, o que é essa tal bidocência?

A bidocência revela a preocupação da instituição com a formação dos educadores e alunos, na perspectiva do ensino cooperativo, com ações favoráveis à excelência acadêmica e o incentivo à construção da autonomia e à convivência com a diversidade. Acreditamos nessa prática como uma oportunidade para aproximar os alunos do Ensino Fundamental I ao Ensino Fundamental II, preparando-os para a transição natural da mudança de segmento e o crescimento, que vai além das mudanças físicas e psicológicas.

No 5º ano, duas professoras tutoras atuam com as mesmas turmas. São dois olhares complementares de educadores, com diferentes formações e identidades, que proporcionam a troca de experiências e de impressões, objetivando melhorias no âmbito escolar e nas relações interpessoais.

Ao realizarmos esse trabalho, constatamos benefícios importantes e não podemos deixar de valorizá-los. As professoras, que são pedagogas e não especialistas, como ocorre no Ensino Fundamental II, têm a oportunidade de aprimorar e aprofundar ainda mais os seus estudos nas disciplinas ministradas por elas. É possível realizar adaptações na prática docente relacionadas às especificidades dessas matérias e aplicar estratégias diversificadas com foco mais específico/direcionado,ou, ainda, ensinar procedimentos de estudos de acordo com a disciplina lecionada. É fato que, em decorrência disso, passamos a ter planejamentos e planos de aula mais elaborados, ou seja, aulas com melhor qualidade. E, quando isso acontece, nós nos colocamos a caminho de alcançar um dos valores do Colégio Pentágono, a excelência acadêmica.

Embora as professoras possuam responsabilidades pedagógicas ao planejar, ministrar,mediar, contribuir, estabelecer vínculo e avaliar o processo de aprendizagem, a bidocência as potencializa, em um compromisso profissional e pessoal, no miudinho do dia a dia escolar: compartilhar o “território”, o computador, a sala de aula, os armários, e aceitar afetos divididos e multiplicados, ao mesmo tempo, com os alunos e as suas famílias.

Trabalhar em parceria pressupõe estar aberto a flexibilizar opiniões, compreender afinidades, aceitar comparações, administrar o tempo precioso de acordo com o horário daquele dia, ter nomes trocados, lidar com os ciúmes entre os alunos para decidir quem vai levar o material da professora para a outra sala, ouvir críticas, vibrar com os elogios e somar saberes.

Destaco o depoimento de uma aluna, que ilustra a visão de nossos estudantes sobre o trabalho realizado: “Achei muito legal ter duas professoras esse ano! Já estamos nos preparando para o sexto ano, pois teremos um professor para cada matéria. Em todos os lugares, conheceremos pessoas diferentes e aprenderemos a conviver com elas. Com duas professoras, acabamos tendo diferentes pontos de vista, opiniões, e somos desafiados de formas diferentes”.

Bidocência: sinônimo de desafio e sucesso garantido em dose dupla!

Por,
Christyanne Bueno, professora do Ensino Fundamental I do Colégio Pentágono