A Língua Inglesa como meio para o desenvolvimento do cidadão do mundo

Colégio Pentágono

25 Julho 2018 | 18h38

A educação para o século XXI tem sido, há algum tempo, tema de inúmeras pesquisas e livros. Escolas e educadores do mundo inteiro buscam formas de preparar os seus alunos para o futuro e muito se fala sobre novas profissões e áreas de atuação, sobre como lidar com situações imprevistas e mudanças constantes. Parece ser um consenso que o desenvolvimento das habilidades socioemocionais e a promoção de uma consciência internacional devem ser absorvidos pelos educadores como objetivo essencial no trabalho com os alunos.

Nesse contexto, aprender outros idiomas torna-se mandatório e pode ocorrer das mais variadas formas. Uma das abordagens mais interessantes é a chamada CLIL (Content and Language Integrated Learning). A ideia de ter o aprendizado de conteúdo específico e de língua estrangeira de forma integrada abre inúmeras possibilidades para experiências de ensino e aprendizagem pertinentes, úteis e inovadoras. Ao aprender um tema ou disciplina em Inglês, por exemplo, seguindo esta abordagem, os alunos têm a oportunidade de desenvolver o conteúdo específico da disciplina e, ao mesmo tempo, ter acesso ao vocabulário que estudantes da mesma idade, de países que têm o Inglês como primeira língua, também estão aprendendo. Além disso, interagem de forma significativa e produzem uma comunicação autêntica e não pautada em pontos gramaticais. O aprendizado de alta qualidade, que utiliza pesquisas e materiais originais, favorece o pensamento global. Outro elemento importante é o aprendizado cultural, tema central nesta abordagem e agente na conscientização do aluno como cidadão do mundo. O professor tem o papel de instrutor, colaborador e mediador, encorajando a todo momento o aluno em sua participação em aula, apresentações orais e aprendizagem com os seus pares.

O curso Bridges é oferecido aos alunos do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio no Colégio Pentágono e tem forte ancoragem na abordagem CLIL. Os alunos estudam temas de preocupação global como, por exemplo, o uso dos recursos hídricos e energéticos no mundo e, a partir do conteúdo do livro, fazem pesquisas para se aprofundar no tema e preparam apresentações orais com os resultados de suas buscas. O desenvolvimento de projetos com temas de interesse dos alunos, como a biografia de pessoas inspiradoras, os debates sobre temas divulgados na mídia, a simulação de situações e dramatizações promovem a conscientização e o desenvolvimento de habilidades como argumentação, empatia, comunicação e trabalho em grupo. A cada série, maiores são os desafios tanto com relação à Língua Inglesa quanto às habilidades. A partir do 9º ano, os alunos passam a ter módulos semestrais de temas como Ética e Cidadania, Empreendedorismo, Sustentabilidade e Atualidades. Os últimos módulos são Preparação para Universidades Estrangeiras e Monografia. Eles fecham o objetivo do curso, iniciado no Bridges no 6º ano, que é preparar o aluno para qualquer que seja a sua escolha após o término do colégio. Como cidadãos do mundo, poderão escolher, orientados pela escola e por sua família, entre universidades brasileiras ou estrangeiras, conhecendo os caminhos que deverão percorrer e preparados para os desafios que irão enfrentar.

Daniela Pensado
Coordenadora Geral do Bridges