A importância da autoavaliação do aluno no processo de ensino e aprendizagem

A importância da autoavaliação do aluno no processo de ensino e aprendizagem

Colégio Pentágono

23 Março 2016 | 08h30

O conceito e a função de uma avaliação todos conhecem. Em um processo de avaliação contínua, os professores mensuram a evolução acadêmica do aluno, que deve adaptar-se a um nível específico em cada curso. Mas o que significa realizar uma autoavaliação? Quais são as suas implicações no processo de ensino e aprendizagem?

Para que possamos compreender a sua importância, é preciso ressaltar que a autoavaliação possibilita a gerência dos próprios comportamentos, pensamentos e sentimentos, ou seja, a autorregulação. A autoavaliação também pode ser reconhecida como um processo de metacognição, tendo em vista que o aluno analisa o percurso percorrido e reflete sobre ele.

Exposto a uma situação como essa, o estudante é capaz de conquistar maior autonomia e também responsabilidade sobre o seu processo de aprendizagem.

No Colégio Pentágono, essa forma de avaliação tem início já na Educação Infantil, e percorre todos os segmentos.Ela não está atrelada a notas ou relacionada apenas aos conteúdos trabalhados nas diferentes disciplinas, mas também  ao comportamento e a procedimentos de estudo.

Saber se autoavaliar é uma tarefa que precisa ser ensinada aos alunos e, sendo assim, o professor tem papel fundamental nesse processo. Será ele quem auxiliará o estudante a tomar consciência de seu percurso de aprendizagem e a se responsabilizar pelo empenho em avançar.

De acordo com Leonor Santos, docente da Universidade de Lisboa, em Portugal, e especialista no assunto, após o aluno refletir sobre o que e como aprendeu, o professor deve realizar um conjunto de ações para modificar o que está inadequado. “O objetivo é levar o estudante a confrontar o seu desempenho com o que se esperava e agir para reduzir ou eliminar essa diferença”, afirma Santos.

Essa capacidade que o aluno vai adquirindo ao longo dos anos, de intervir intencionalmente em seu ambiente e refletir sobre ele, antecipar ações e suas possíveis consequências, de forma a poder escolher quais caminhos trilhar, conversa principalmente com dois dos cinco valores que alicerçam as ações e escolhas do Colégio Pentágono: a busca pela excelência acadêmica e a formação de um cidadão do mundo.

E Paulo Freire já dizia:
“A realidade não pode ser modificada, senão quando o homem descobre que é modificável e que ele pode fazê-lo. É preciso, portanto, fazer desta conscientização o primeiro objetivo de toda a educação: antes de tudo provocar uma atitude crítica, de reflexão, que comprometa a ação.”

Por
Jaqueline de Grandi
Coordenadora Pedagógica do Ensino Fundamental I – 4º e 5º ano
Unidade Morumbi