Ambiente virtual de aprendizagem: Google Classroom

Ambiente virtual de aprendizagem: Google Classroom

Colégio Oswald de Andrade

16 de fevereiro de 2018 | 16h14

Muito se fala do uso de ferramentas e recursos tecnológicos na sala de aula contemporânea, mas, na prática, sabemos quais são as possibilidades para cada uma destas ferramentas? O que Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVAs), como o Google Classroom, podem de fato oferecer ao aprendizado dos alunos?

Alguns usos de tecnologia destacam-se como excepcionais, não apenas por explorarem as possibilidades que as ferramentas oferecem nas interações virtuais, mas também por significarem o uso destas tecnologias no aprendizado, em um contexto em que crianças e adolescentes ganham tanto em recursos avançados de comunicação quanto em novos desafios no relacionamento com o mundo. A prática com AVA, apresentada pela professora Vivian Gusmão, da área de Língua Portuguesa e Literatura, trouxe um olhar rico sobre estes desafios e perspectivas de comunicação contemporânea, além de algumas das respostas e ideias quanto às possibilidades de uso destas ferramentas em sala de aula.

Aluno do Ensino Fundamental II navegando no ambiente Google

Em 2017, a professora realizou, no Ensino Fundamental II, um trabalho com o AVA do Google, o Classroom, utilizado amplamente no Colégio Oswald – que possui todas as ferramentas da plataforma Google à disposição de alunos e professores. Na semana de planejamento de 2018, Vivian compartilhou com os colegas educadores a prática intitulada “O uso do Classroom como ferramenta autorreguladora no 6º e 7º ano” e trouxe luz a questões que foram desde o âmbito prático e organizacional até o desenvolvimento de culturas de compartilhamento e colaboração entre os alunos por meio do uso da plataforma. Vivian utilizou diversos recursos do Classroom, explorando as possibilidades de disponibilização de materiais complementares à turma, considerando diferentes níveis de desafios de acordo com as demandas de cada aluno.

Print-screen do ambiente Google Classroom

Mas o uso do Ambiente Virtual traz mais do que um apoio ao professor na organização de materiais e tarefas, é também um ambiente dos alunos. Isso significa que é por essência um ambiente coletivo. Embasada nesta concepção, a professora criou alguns espaços de discussão que incentivaram a argumentação e a comunicação não-violenta entre os alunos, neste espaço virtual autorregulado. Através da criação de Fóruns Literários para o 6º e 7º ano, a professora conseguiu criar uma plataforma de textos públicos e audiência real das produções dos alunos, instigando a reflexão sobre argumentação e comunicação em ambientes coletivos. Nos fóruns, é preciso responder a pergunta realizada pelo colega, as interações são obrigatórias e há o constante convite à proposição de discussões, que muitas vezes extrapolam o ambiente virtual e ocorrem na sala de aula. Com esta prática, Vivian desenvolveu conteúdos formais das séries (como a construção de respostas completas) e também trouxe uma importante reflexão sobre comunicação não-violenta para o cotidiano dos alunos.

Alguns materiais de referência disponibilizados pela professora no Classroom

A simulação de provas e listas de exercícios realizadas online no Classroom também foram recursos que se destacaram na prática de Língua Portuguesa com as séries. Associado ao trabalho feito em sala de aula, a professora Vivian apresentou aos alunos conteúdos que precisavam ser reforçados, assim como permitiu-lhes reconhecer quais aspectos já haviam sido internalizados. Tais momentos ofereceram materiais para que a própria prática da professora em classe fosse revista, dado o índice de apropriação ou não do que fora revelado nas atividades pelos alunos. Por consequência, o processo permitiu também aos alunos esta autorregulação, ao vislumbrarem em quais conteúdos deveriam investir mais ou menos tempo em seus momentos de estudos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.