Colheita Junina

Colégio Oswald de Andrade

18 de junho de 2021 | 14h58

Ai, Xangô, Xangô menino
Da fogueira de São João
Quero ser sempre o menino, Xangô
Da fogueira de São João
Céu de estrela sem destino
De beleza sem razão
Tome conta do destino, Xangô
Da beleza e da razão
Viva São João
Viva o milho verde
Viva São João
Viva o brilho verde
Viva São João
Das matas de Oxossi
Viva São João
Olha pro céu, meu amor
Veja como ele está lindo
Noite tão fria de junho, Xangô
Canto tanto canto lindo
Fogo, fogo de artifício
Quero ser sempre o menino
As estrelas deste mundo, Xangô
Ai, São João, Xangô Menino
Viva São João
Viva Refazenda
Viva São João
Viva Dominguinhos
Viva São João
Viva Qualquer Coisa
Viva São João
Gal Canta Caymmi
Viva São João
Pássaro Proibido
Viva São João
(Gilberto Gil)

 

Colheita Junina

 

Cultura popular pode ser definida como qualquer manifestação (dança, música, festa, literatura, arte, entre outras) em que o povo produz e participa de forma ativa. No entanto, não podemos falar de uma única cultura popular, são muitas, no caso do Brasil, então, a diversidade é enorme. Por isso falamos em culturas populares no plural. Essas manifestações culturais ocorrem ao longo do ano em todas as regiões do país. Muitas delas presentes em festejos, rituais e comemorações. 

No Colégio Oswald de Andrade, as culturas populares brasileiras não são vistas de forma folclórica, objetificada e/ou reducionista, mas fazem parte do processo de aprendizagem ao longo de toda a escolaridade. Cada manifestação cultural traz em si conteúdos físicos e simbólicos que alimentam a prática corporal e expressiva dos alunos e alunas ao longo dos anos do Ensino Infantil até o Ensino Médio. 

Há mais de 20 anos essas manifestações são foco do trabalho da área de “Corpo, movimento e expressão” no Colégio Oswald e nos trazem o desafio de ousarmos olhares originais para essas tradições a fim de que façam sentido no contexto escolar – reencantar corpos e almas para os saberes, práticas e visões de mundo da cultura popular sem perder sua conexão com a contemporaneidade. Assim, sempre buscamos criar  momentos durante o ano para esses trabalhos serem compartilhados com a comunidade escolar.

Existe uma época muito marcante para as culturas populares, que acontece por volta do mês de junho e, por ocorrer durante um período grande, e não somente numa data específica, é chamada de Ciclo Junino. Esse ciclo vem carregado de muitos símbolos: as fogueiras, as músicas, as danças, os mastros e as colheitas. 

A “Festa Junina oswaldiana” é um dos momentos de culminância dos trabalhos desenvolvidos na área de movimento da Unidade Cerro Corá (formada pelas disciplinas de dança, capoeira e circo), bem como dos trabalhos realizados nas Unidades Madalena e Girassol, e revela a potência dessas produções com alegria e profundidade nas apresentações em diversos formatos que os estudantes trazem para festejar.  

Vivemos tempos de grandes desafios, por conta do contexto atual, que nos pede criatividade. Com vontade de trazer para toda a comunidade um pouco do calor dessa época, que vem acontecendo mesmo em formatos tão novos, decidimos fazer uma Colheita – que é um dos símbolos juninos – e celebrar esse momento com uma Jornada do Corpo e Cultura Popular, com aulas especiais, vivências com mestres, mestras e brincantes das manifestações populares convidados para conversas e encontros com os alunos e alunas, e alguns vídeos produzidos pelos alunos e alunas sobre essas manifestações e vivências. Enfim, criar, mesmo a distância, espaços de encantamento. 

Viva São João! Viva o milho verde! Viva as culturas populares! Viva a comunidade oswaldiana! Viva nossa Colheita!

Por João Simão, Julia Santos e Letícia Doretto,
Professores de Capoeira e Circo, de Dança do EFII e EM do Colégio Oswald de Andrade.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.