CLIP: Reinventando a Biblioteca na escola

CLIP: Reinventando a Biblioteca na escola

Colégio Oswald de Andrade

06 Março 2018 | 17h17

Ainda é possível, em um contexto de múltiplas linguagens e plataformas digitais, formar leitores interessados  e atenciosos? Será que a Biblioteca ainda é um espaço importante na formação de leitores e escritores, ou os tablets e celulares centralizam o acesso à leitura?

Em um contexto de profunda virtualidade, é preciso repensar os espaços e estratégias na educação. Não se trata de deixar de disponibilizar livros aos estudantes e nem de proibir o uso de tablets e celulares na escola. Mas sim de encontrar um meio de formar jovens leitores autônomos e interessados na construção do conhecimento.

Nessa busca, o Colégio Oswald criou nos últimos anos alguns espaços que ressignificam algumas práticas escolares e trazem integrações necessárias entre diferentes linguagens e tipos de investigações. É o caso do CLIP: Centro de Leitura Investigação e Pesquisa, fundado em 2016 na Unidade Girassol.

Fundamentalmente, o CLIP é um espaço de aprendizagens que se concentram na formação de leitores. Sem deixar de lado a aprendizagem de rotinas importantes para o leitor – as práticas de ler e de frequentar a biblioteca – e da postura ou da atitude que esse ambiente propõe ao fazermos uso dele, o CLIP trouxe outras possibilidades de investigação e interação aos alunos oswaldianos.

Na visão do Oswald, colocar os alunos desde pequenos em contato com textos em diferentes plataformas contribui para a formação de leitores. Mas este contato pode e deve ser mediado, considerando os diferentes modos de ler que as mídias apresentam.

Para tanto, o CLIP conta com uma biblioteca física com um acervo voltado para a literatura infantil, infanto-juvenil e livros de estudo, para professores e alunos. Há, ainda, um palco para apresentações, mobiliário de fácil movimentação e reconfigurações, som ambiente, estrutura para projeção de vídeos, notebooks e tablets conectados à internet.

Essa variedade de recursos sustenta as experiências de aprendizagem que, a partir dos planejamentos e das aulas realizadas pelos professores e pelos educadores próprios do espaço, levam os alunos ao CLIP para realizar diversas pesquisas e leituras, em fontes diversas. Esse conjunto oferece aos alunos do Oswald a oportunidade de formar seus próprios instrumentos de leitura e de se constituírem leitores autônomos, com um olhar sensível e interessado pela literatura.

Mais conteúdo sobre:

biblioteca inovadorabibliotecaleitor