Mídias Criativas: estudantes produzem série de vídeos 

Mídias Criativas: estudantes produzem série de vídeos 

Entre os meses de agosto e setembro, os estudantes da eletiva de Mídias Criativas mergulharam na linguagem audiovisual e produziram uma série de vídeos.

Ofélia Fonseca

14 de outubro de 2020 | 09h08

 

Entre os meses de agosto e setembro, os estudantes da eletiva de Mídias Criativas mergulharam na linguagem audiovisual e produziram uma série de vídeos.

Segundo professor Diego Arvate, responsável pela disciplina, a proposta da criação desses vídeos foi a mais livre possível. “Cada estudante ou dupla ficou livre para escolher o tema que mais fortemente os tocou durante esse turbulento ano de 2020.”

De acordo com Diego, durante o bimestre, cada célula de produção realizou uma pesquisa considerável sobre os temas escolhidos e a linguagem abordada, que influenciou decisivamente o resultado final dos vídeos.

Mídias Criativas

Parte da sala optou pela realização de vídeos sobre temas com um forte caráter social e político, como foram os casos dos estudantes Ana Clara e Fábio (1º ano), que escolheram abordar o abuso sexual de menores no Brasil.

 

O vídeo das estudantes Isabel e Stephany (1º ano), tratou da luta anti-racista no mundo a partir do movimento norte-americano Black Lives Matter.

 

Outra parte dos estudantes produziu vídeos mais intimistas, a partir de estudos e pesquisas de linguagens que se intensificaram durante o ano.

A estudante Beatriz (2º ano) realizou um vídeo sobre a psicologia das cores.

 

Já a estudante Laura (1º ano) contou a história do instrumento havaiano de origem ibérica Ukulele, enquanto produzia uma aquarela inspirada na narrativa.

 

O conjunto revela filmes inspiradores baseados em instigantes pesquisas da turma de Mídias Criativas, disciplina eletiva dos grupos de 1º e 2º ano do Ensino Médio.

Os trabalhos estão incríveis e também podem ser conferidos no Instagram da disciplina Mídias Criativas. Esperamos que vocês gostem!

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: