Ofélia se destaca por promover ações educacionais em sua biblioteca

Ofélia se destaca por promover ações educacionais em sua biblioteca

Além de estimular o conhecimento, o hábito da leitura ajuda a aprimorar o vocabulário e a escrita dos estudantes. Por isso, o Ofélia investe em sua biblioteca e valoriza esse espaço, dentro de sua estrutura, promovendo diversas ações educacionais na biblioteca em prol do desenvolvimento de suas turmas.

Ofélia Fonseca

30 Agosto 2018 | 15h10

O escritor Ricardo Azevedo com os estudantes do Ofélia (Foto: Divulgação/Ofélia)

Além de estimular o conhecimento, o hábito da leitura ajuda a aprimorar o vocabulário e a escrita dos estudantes. Por isso, o Ofélia investe em sua biblioteca e valoriza esse espaço, dentro de sua estrutura, promovendo diversas ações educacionais na biblioteca em prol do desenvolvimento de suas turmas.

São palestras e outras atividades, com a presença de artistas, escritores e jornalistas, entre outros profissionais, que têm passado pelo colégio para compartilhar suas vivências e experiências com os estudantes do Ofélia.

Ao longo dos 97 anos de existência do colégio, sua biblioteca já foi palco de diversos encontros incríveis e tem muitas histórias pra contar. E não é pra menos, já que a biblioteca do Ofélia foi batizada, há quase 40 anos, de Carlos Drummond de Andrade, em homenagem a um dos mais influentes poetas brasileiros.

O artista plástico Rodrigo Machado durante palestra com os estudantes (Foto: Divulgação/Ofélia)

Em 2018, o espaço recebeu muitos encontros especiais com o escritor Ricardo Azevedo, o artista plástico Rodrigo Machado, as jornalistas Flávia Marreiros, subeditora do jornal El País, e Marcia Kedouk, autora do livro Prato Sujo – Como a Indústria Manipula os Alimentos Para Viciar Você.

Na próxima semana, as turmas da Educação Infantil (G3 e G4) e do Ensino Fundamental (1°ano), participarão de uma atividade de poesia brincante, com os artistas Lalau e Laurabeatriz, que estão entre os principais escritores da literatura infantil brasileira

Lalau e Laurabeatriz assinam diversos títulos de poesia eprosa infantil, reconhecidos nacionalmente, entre eles, a coleção Brasileirinhos, e neste encontro, eles irão apresentar os conceitos da poesia e propor às crianças que ilustrem poemas com tinta guache.

“Será mais uma oportunidade incrível para as crianças terem contato com grandes autores da nossa literatura infantil, em uma atividade que vai proporcionar muito aprendizado e diversão para nossos estudantes”, garante a diretora do Ofélia, Marisa Monteiro.

 

Outras ações educacionais na biblioteca

Palestra da jornalista Flávia Marreiros aos estudantes do Ofélia (Foto: Divulgação/Ofélia)

Entre outras ações realizadas na biblioteca, destaque para a série de encontros programados para o mês de setembro, em atividades que vão envolver a apresentação de vídeos, que poderão ter seus conteúdos complementados com a locação de livros relacionados aos temas.

As atividades começam no dia 6 de setembro, com a exibição de um vídeo sobre a Amazônia; sobre os dez maiores animais do mundo, no dia 13 de setembro; vídeos ecológicos sobre ilhas do lixo, canudos plásticos e meio ambiente na educação infantil, no dia 20 de setembro; e sobre a origem do sorvete e sua fabricação, no dia 27 de setembro.

Após a exibição dos vídeos, livros sobre os temas estarão disponibilizados para consulta e leitura dos estudantes.

 

Tecnologia na biblioteca do Ofélia

Página do acervo da biblioteca no site do Ofélia (Imagem: Reprodução)

Para otimizar os serviços de sua biblioteca, o Ofélia atualizou o sistema de consulta e empréstimo de livros. Além de facilitar o processo de empréstimos, o sistema também permite a consulta ao acervo e reserva dos títulos disponíveis na biblioteca, por meio do site do colégio.

Para usar o sistema, os estudantes precisam acessar o site do Ofélia, clicar na aba “Biblioteca” e “Consulta Online”. Após efetuar o login, o usuário poderá consultar o acervo, reservar um livro ou efetivar a renovação do exemplar que estiver lendo. Dessa forma, ele só precisará ir até a biblioteca para retirar ou devolver o exemplar.

Tudo simples e prático para facilitar a vida dos estudantes, garantir o acesso ao conhecimento, por meio dos livros e revistas, além de estimular a leitura!