Ofélia destaca resultados de suas avaliações externas

Ofélia destaca resultados de suas avaliações externas

Ofélia Fonseca

27 Junho 2018 | 11h41

Os estudantes durante a realização da Olimpíada de Matemática sem Fronteiras (Foto: Divulgação/Ofelia)

Mais que uma forma de avaliar o desempenho dos estudantes, no Ofélia, as avaliações externas são um ótimo parâmetro para guiar as estratégias educacionais e para garantir um aprendizado cada vez melhor e com mais qualidade.

De acordo com a diretora do Ofélia, Marisa Monteiro, no primeiro semestre, o colégio alcançou excelentes resultados em duas avaliações externas realizadas com os estudantes: a Geekie e a Olimpíada Internacional de Matemática sem Fronteiras.

“Foram muitos os objetivos alcançados no primeiro semestre, com enfoque nos resultados das avaliações externas realizadas pela Geekie e também na Matemática sem Fronteiras, além dos simulados realizados em parceria com o Curso Anglo Vestibulares e o Cursinho Intergraus”, explica a diretora.

Para a coordenadora pedagógica do Ofélia, Solange Sousa, todas as formas de avaliação externa são importantes porque trazem um olhar distanciado do processo educação que está sendo desenvolvido no colégio. “Essas avaliações nos dão um direcionamento sobre a qualidade da educação, porque ela vai além da nossa avaliação, que é contínua, e nos dá uma visão externa do que está sendo feito e de como estamos fazendo”, explica a profissional.

Segundo a coordenadora, a regularidade em avaliar os eixos e os critérios dentro do ambiente escolar permite uma reflexão sobre o que está caminhando bem, o que melhorou e o que precisa ser modificado. “As avaliações permitem que a gente possa interferir, com qualidade, já que elas nos mostram, por meio dos resultados, dados e análises que são bastante precisas, porque avaliam os componentes curriculares dentro de cada uma de suas habilidades. Com isso, temos a oportunidade de mensurar nosso trabalho em forma de resultados e traçar metas para alterar o que precisa ser melhorado, por exemplo”, completa Solange.

 

As avaliações externas do Geekie

As avaliações da Geekie são realizadas, semestralmente, com os grupos finais de 5º ano do Ensino Fundamental I, 9º ano do Ensino Fundamental II e 3º ano do Ensino Médio.

“Realizamos as avaliações da Geekie, há alguns anos, e temos notado que os resultados foram se aprimorando. Com isso, identificamos uma crescente muito grande em áreas específicas, que se deu pela intervenção que realizamos após receber os dados das avaliações”, explica Solange.

Segundo a coordenadora, neste ano, o resultado foi surpreendente, porque o Ofélia passou a média das escolas avaliadas pela Geekie, em todo o Brasil. “Apesar dos resultados terem sido muito positivos, já estamos traçando metas para melhorar, ainda mais, algumas questões, de forma mais efetiva. Mas, antes disso, precisamos destacar a importância da validação de todo um trabalho, que vem sendo realizado por nossa equipe”, comemora a coordenadora.

 

Olimpíada de Matemática sem Fronteiras

Os estudantes durante a prova da Olimpíada de Matemática sem Fronteiras (Foto: Divulgação/Ofelia)

 

Neste ano, o Ofélia também conquistou excelentes resultados na Olimpíada Internacional de Matemática sem Fronteiras.

O colégio conquistou medalha de ouro, com o grupo de 6º ano do Ensino Fundamental II, em disputa realizada com grandes escolas, com o mesmo perfil pedagógico do Ofélia. “Isso consolida tanto o resultado da Geekie quanto o resultado interno, e percebemos que está tudo muito bem coordenado: avaliações, ações, interferências e resultados.”

A coordenadora explica ainda que, a avaliação dos estudantes é feita de forma contínua, no decorrer dos bimestres, enquanto as avaliações externas são importantes porque aproximam o colégio, de uma forma muito eficiente, da boa prática pedagógica.