Educação Infantil: a importância das interações das crianças entre pares e com adultos

Educação Infantil: a importância das interações das crianças entre pares e com adultos

Enquanto convivem com os pares, da mesma idade e de idades diferentes, sob a atenção dos educadores, as crianças ampliam suas experiências.

Ofélia Fonseca

18 de outubro de 2021 | 11h25

Por: Equipe docente da Educação Infantil*

É na interação com os outros e com a cultura que as crianças aprendem. Enquanto convivem com os pares da mesma idade e de idades diferentes, sob a atenção e olhares atentos dos educadores, as crianças ampliam suas experiências.

Entendemos que as crianças aprendem quando estão por inteiro nas interações que estabelecem com as coisas, com as pessoas, com os objetos ao seu redor, com as situações cotidianas do meio, com seu corpo, sua mente e suas emoções.

Por isso, no Ofélia, buscamos garantir tempos e espaços para que essas interações aconteçam por meio de uma rotina flexível, que leva em conta os tempos individuais e coletivos.

Com a proposta de ampliar a interação entre a comunidade escolar, realizamos atividades intergrupos, para que as crianças possam conviver e conhecer crianças de outros grupos.

Também buscamos apresentar para as crianças todos os funcionários da escola, reforçando a importância da participação de cada um no coletivo. Aqui optamos por chamar uns aos outros pelo nome. Especialmente com as crianças pequenas, é importante que falemos em primeira pessoa e evitemos a ‘infantilização’ da fala.

A gentileza no tratamento em qualquer situação é muito valorizada – é importante lembrar que as crianças aprendem não somente o que se refere ao conhecimento, mas também tudo o que vivenciam e observam.

 

Clique aqui para saber mais sobre a proposta pedagógica desenvolvida com os grupos da Educação Infantil

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.