Brincar é coisa séria!

Brincar é coisa séria!

Todos os momentos, são oportunidades para explorar a brincadeira. Coletiva ou aplicada às praticas pedagógicas são sempre bem vindas na rotina dos grupos.

Ofélia Fonseca

07 Junho 2017 | 13h43

“A Semana Mundial do Brincar,propõe, por trás de toda a programação, que nos atentemos às pressões que muitas vezes recaem sobre a criança – a correria do dia a dia, o que é imposto – e que acaba atropelando seu desenvolvimento individual e único. O tempo de brincar é o tempo da convivência, da descoberta, do sentir e se encantar pelo mundo. E o ritmo torna o tempo saudável. Brincadeiras do dia e da noite, brincadeiras que acendem e agitam o corpo, brincadeiras que acalmam, brincadeiras para imaginar, para sonhar, para pular, para viver, para colocar o ritmo desses pequenos conectado aos ritmos da natureza.” (Aliança Pela Infância)  

De fato, levamos a sério o ato de brincar, que faz parte de nossa rotina diária.

Brincamos quando aprendemos, ou seja, o lúdico ilumina e direciona a aprendizagem facilitando a compreensão, e aprendemos brincando, quando a brincadeira ensina a conviver, a esperar, a competir, a vibrar e também a errar, a levantar e continuar.

 

 

 

E foi durante a Semana do Brincar, que professoras e estudantes intensificaram essa arte criando momentos de interação entre todos os grupos, do Integral l ao lV, através de variadas brincadeiras.

E foi possível! A alegria e a descontração superaram as diferenças: tamanho, entendimento, ritmo, conhecimento, apenas para brincar. Bambolês, aviõezinhos de papel, brincadeiras de roda, caça ao tesouro nortearam a semana.

A cada dia, todos nós, professoras e estudantes, esperávamos por esse momento.

Profªs Marcia Gracia, Maria Cecilia Mortanaro, Katia Quintana , Ana Cristina, Antonia Gomes, Cristiana Feitosa