A entrevista coletiva como ferramenta de aprendizado

A entrevista coletiva como ferramenta de aprendizado

Nas aulas de Midialivrismo no Ofélia, integrantes de coletivos de comunicação e cultura independente da cidade são sabatinados pelos alunos.

Ofélia Fonseca

10 Março 2015 | 17h37

Uma das estratégias da disciplina Midialivrismo,  para o 1º ano do Ensino Médio do Ofélia , é a transformação completa de uma sala de aula em uma sala de imprensa. De um momento para o outro, não existem mais alunos, todos ali são jornalistas, com uma missão em específico: fazer perguntas e ouvir respostas do convidado especial de cada aula. Além, é claro, de fazer anotações e publicações posteriores.

DSC_0144

Desde o início do curso, as entrevistas coletivas estão presentes.

A proposta da entrevista coletiva dentro da sala de aula é utilizada, pois exige, ao mesmo tempo, um esforço individual para pensar e realizar as perguntas, sem esquecer-se da necessidade de uma articulação coletiva para não repetir questões ou atravessar colegas.

E a lista de entrevistados é grande: durante o semestre, diversos convidados já confirmaram presença e também serão bombardeados com as perguntas curiosas dos estudantes. Grafiteiros, artistas de rua, esportistas e militantes de movimentos sociais estão no roteiro de entrevistas coletivas ao longo do semestre.

Nesta terça feira, dia 10 de março, o grafiteiro e artista Denis Santaella foi o convidado para participar da aula.

DSC_0146

DSC_0143