De olho no Cyberbullying

Thais Gonzales

27 de janeiro de 2017 | 10h24

O termo inglês bullying engloba todo tipo de agressão ou intimidação com o intuito de humilhar uma pessoa. Hoje, essa forma de ameaça transpôs as barreiras das escolas e chegou ao meio virtual, com o nome de cyberbullying. No Brasil, vem aumentando rapidamente o número de casos de violência desse tipo.

O cyberbullying pode ser caracterizado por e-mails ameaçadores, mensagens negativas em sites de relacionamento etc. A internet amplia o acesso a esse tipo de conteúdo e mensagens com imagens e comentários depreciativos tornam o bullying ainda mais perverso. É preciso diferenciar, claro, as brincadeiras de mau gosto do bullying. Este é constante.

A melhor maneira de diminuir os riscos, em casa ou na escola, é acompanhar os jovens de perto. Pais e educadores precisam estar sempre atentos para evitar o isolamento e até sintomas de depressão de quem foi intimidado e, por outro lado, impedir novas situações de violência. O diálogo é fundamental para inibir, cada vez mais, o bullying e cyberbullying.

Gentileza e respeito são fundamentais tanto no mundo real quanto no virtual. Esses valores são reforçados diariamente na escola.

Fique de olho no Cyberbullying!

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.