Crie oportunidades para o seu filho brincar

Thais Gonzales

28 Abril 2017 | 14h37

Há 15 anos, brincar livre era tão natural. Ainda era comum ver crianças jogando bola na rua, brincando de esconde-esconde. Os desafios, hoje, são muitos. Há questões que envolvem a segurança dos nossos filhos ou a correria do dia a dia, mas especialistas vêm alertando: é preciso criar oportunidades além da tecnologia.

 

As crianças necessitam ter contato com brincadeiras ao ar livre e que permitam que explorem diferentes materiais, espaços e recursos. Sem isso, elas correm o risco não desenvolver habilidades importantes para a vida adulta, é o que tem sido discutido.

 

Uma pesquisa organizada pelo Omo, em 10 países, com mais de 12 mil pais de crianças entre 5 e 12 anos, mostrou que as crianças passam 50% a mais do seu tempo brincando em frente às telas dos eletrônicos do que ao ar livre. Uma em cada 10 crianças nunca brinca ao ar livre.

 

A maioria dos pais, segundo os pesquisadores, concorda que isso é um problema e que precisa reequilibrar a rotina das crianças e fazer com que as brincadeiras aconteçam.

 

“As crianças não brincam de brincar. Brincam de verdade”, Mario Quintana. O autor tem toda razão. Elas sabem e gostam de brincar e só precisam de “uma forcinha”.

 

Que tal inserir mais brincadeiras por aí?

 

Mãos à obra

 

– crie um horário dentro da rotina para brincar com o seu filho. Se você participar, ele terá mais interesse, pode acreditar.

 

– brinquedos de materiais diferentes e sem o estereótipo “é de menino, é de menina” fazem bem e despertam a curiosidade da criança.

 

– Aposte no improviso: frutas, caixa de papelão, potes ou qualquer outra coisa que esteja disponível podem dar asas à imaginação.

 

#ficadica

Conheça o site www.tempojunto.com e encontre muita inspiração para brincar dentro e fora de casa.