Aulas de música para crianças

Thais Gonzales

01 de março de 2017 | 13h23

As aulas de músicas têm por objetivo despertar e desenvolver o gosto musical das crianças, do mini maternal ao Ensino Fundamental. Além da consciência corporal, a música traz muitos benefícios: melhora a concentração, socialização, criatividade, memória e a coordenação motora.

Até o 2o. ano,  as aulas privilegiam atividades corporais e instrumentos de percussão feitos com sucata.   Segundo o professor de música, Bene da Silva, canções, rodas cantadas e brincadeiras do nosso folclore são somadas às músicas infantis.

Ele explica que os alunos são divididos por faixa etária. O professor trabalha a escuta, o pulso musical, andamento e os parâmetros do som: altura (grave e agudo), intensidade (forte e fraco), duração (curto e longo) e timbre (a diversidade sonora) e o andamento (devagar e rápido).

No 1o e 2o anos, o conhecimento da musica formal é acrescentado, como pauta, clave, notas musicais, ritmo e melodia. Os alunos também conhecem os instrumentos em geral e de orquestra.  Do 3o ao 5o anos, inicia-se a flauta-doce e o ritmo com os instrumentos de percussão. Entre o repertório, eles tocam Villa-Lobos, Chico Buarque, Milton Nascimento, entre outros.

A música deve ser entendida como uma ferramenta pedagógica. “Inúmeras pesquisas mostram que a música ajuda no bom desempenho escolar. Por isso, aqui na escola, criamos estratégias voltadas para essa área”, diz Bene. “Também é importante que os pais incentivem os filhos seja através do canto ou da prática com um instrumento musical, isso desde cedo”, finaliza.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.