Projeto “Em plena pandemia, fazendo Filosofia” promove diálogo e reflexão

Projeto “Em plena pandemia, fazendo Filosofia” promove diálogo e reflexão

Natália Venâncio

26 de agosto de 2020 | 13h49

“O futuro que queremos a partir de uma perspectiva filosófica” 

Em uma aula de Português, a partir da leitura do livro com a temática do “tempo”, uma série de perguntas foram feitas pelas crianças sobre o período que humanidade vive hoje (pandemia). Foi assim que nasceu o Projeto de Intervenção Social (PIS), do 5º ano G, do Colégio Marista Arquidiocesano. Sem perceber, os alunos começaram a refletir sobre questões importantes da humanidade e assim surgiu o tema do projeto: “Em plena pandemia, fazendo Filosofia!”

Dessa maneira, embasados na proposta “Filosofia para criança” do americano Matthew Lipman, a professora Dezirê Grazioli ponderou a linguagem usada para discutir o mundo, através do diálogo filosófico que é a pedagogia do pensar bem . Esse mesmo diálogo que permite refletir sobre o futuro que as pessoas querem e que esperam. É possível cultivar um futuro baseado na solidariedade e na simplicidade? O que é ser solidário? O que é ser simples? O que é o futuro, afinal?

Logo no início das discussões, as aulas foram ilustradas com a música “Tempo Perdido” do Legião Urbana. O atual vocalista da banda, André Frateschi (vencedor do programa Popstar, da TV Globo), premiou a turma com um encontro marcante, cheio de reflexões e sabedoria. Nas próximas aulas, a turma ainda irá exercitar a forma que a a vida é enxergada, através da Filosofia, praticando a curiosidade e interesse pelo mundo.

A atividade faz parte do Projeto de Intervenção Social (PIS) do Colégio, uma prática pedagógica Marista que promove o diálogo e o protagonismo, permitindo entender as necessidades humanas e sociais, questioná-las e traçar caminhos para enfrentar as problematizações contemporâneas. Em meio ao distanciamento social, atualmente as aulas estão ocorrendo em ambiente online.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.