Projeto Águas de março – Estação Meteorológica

Projeto Águas de março – Estação Meteorológica

Natália Venâncio

28 Março 2016 | 18h10

IMG_1381           IMG_1383 20160328_161356      20160323_161850

 

O projeto Águas de Março – Estação Meteorológica foi desenvolvido em 2015 pelos professores do 5º ano do Ensino Fundamental, a fim de explorar a estação meteorológica do Colégio.

Após o estudo, no primeiro período, das características climáticas do Brasil, as discussões sobre a falta de água nos reservatórios de São Paulo e a expectativa para as chuvas em março, os estudantes tiveram que refletir sobre a problemática da crise hídrica em nossa cidade. Podemos dizer que as chuvas neste período resolveram o problema? Choveu em março conforme o esperado? O que nos ajuda a avaliar essas questões?

Para resolver essa problemática, os estudantes, com a disciplina de Geografia, visitaram a estação meteorológica do Colégio, coletaram e analisaram os dados do mês de março de 2016 comparando com março de 2015. Produziram um pluviômetro de sucata para medição da chuva. Na disciplina de Língua Portuguesa registraram, após estudo e discussão, as informações em forma de texto expositivo e trabalharam a música “Águas de Março”, de Tom Jobim, iniciando uma reflexão a respeito do tempo que vivenciamos em março.

Já com Matemática, os alunos exploraram nossa estação meteorológica buscando entender todos os significados dos dados fornecidos por ela, com atividades práticas de coleta e tratamento de dados coletados presencialmente pelos alunos na estação. Trabalharam conceitos matemáticos como: tabulação de dados, construção de gráficos, análise de dados quantitativos e situações-problema.

Em Ciências analisaram a água da chuva.

Os objetivos gerais do projeto foram de identificar alguns instrumentos e procedimentos para a obtenção de dados meteorológicos, analisar dados referentes à temperatura e precipitação para construção de gráfico de linhas e resolução de situações-problema, compreender alguns fatores relevantes da crise hídrica em São Paulo e posicionar-se quanto à responsabilização do clima pela mesma.

Após a finalização do projeto, será produzido um relatório escrito a respeito das conclusões.

 

Por Elaine Craveiro, Patrick Oliveira de Lima e Edson Luis Figueiredo, do Colégio Marista Arquidiocesano.