Pedro, do Marista Arquidiocesano, participou do Dia do Debate Geral da ONU, em Genebra

Pedro, do Marista Arquidiocesano, participou do Dia do Debate Geral da ONU, em Genebra

Paulo Adolfo

04 Outubro 2018 | 12h30

Pedro Cezarino Gouvêa, aluno do 6° ano do Colégio Marista Arquidiocesano, participou do Dia do Debate Geral, “Protegendo e empoderando crianças defensoras de Direitos Humanos”, de 24 a 30 de setembro, na sede do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, em Genebra, na Suíça. Além do Pedro, os estudantes Gabriel Genivaldo dos Santos, participante do programa Jovem Aprendiz do Centro Social Marista Eunice Benato, na cidade de Curitiba, e Caroline Good, aluna da PUC-PR, também representaram as instituições de ensino Marista em Genebra.

“Tive a oportunidade de acompanhar o Pedro nesta viagem e pude ver de perto como essa experiência foi única. O Pedro debateu, principalmente, como as crianças podem ter mais voz dentro da escola. Apesar das realidades diferentes, meninos e meninas do mundo todo precisam ser escutados, eles têm muito a nos ensinar. Foi incrível perceber que o Marista está atento e engajado neste debate tão especial”, afirmou Viviane Cezarino, mãe do Pedro.

O grupo de alunos teve a oportunidade de encontrar a embaixadora do Brasil em Genebra, Maria Nazaré Farani Azevêdo.

Surpresa na sala de aula: preparação para Genebra

Para marcar o feito, uma comissão do Marista Arquidiocesano surpreendeu o aluno, no mês de agosto, em sala de aula. Katia Helena Alves Pereira, Coordenadora de Segmento do Ensino Fundamental II, deu a boa notícia à classe. Explicou também o significado de participar de um debate dessa envergadura: “O Dia do Debate Geral, também conhecido por DDG, tratará dos problemas que envolvem as crianças e os jovens do mundo todo. Situações difíceis serão colocadas nas rodas de discussões”, disse a coordenadora.

“Somente 3 alunos Maristas foram convidados para a ocasião e o Pedro nos representou lá”, acrescentou Katia.

O Diretor Geral, Valentin Fernandes, leu a carta, oficializando o convite ao aluno e acrescentou: “Que o Pedro possa levar para Genebra os sentimentos dos alunos Maristas de todas as idades, colaborando para enriquecer esse debate. Pedro, você é um orgulho para nós”.

Família e escola: parceria frutífera

Viviane Cezarino e Rodrigo Sena, pais do Pedro, participaram do momento surpresa em sala de aula. O orgulho de ambos era nítido e a emoção tomou conta da solenidade.

Pedro teve a sorte de ser estimulado em termos de conhecimento também em casa. “Sou jornalista e me especializei em Ciências Políticas, acho que o incentivei sem querer, trazendo conversas sobre a história da democracia, sobre desigualdade social, entre outros temas. Esses assuntos sempre foram discutidos em casa”, declarou Viviane. “Sempre digo a ele que estudar em um colégio como esse, morar em um bairro como esse não é normal em um País como o Brasil, mas um privilégio”, afirmou Viviane.

Conhecimento, um capítulo à parte

“O Pedro sempre foi um menino sedento por conhecimento, interessado por assuntos diversos, passando por astronomia, particularidades dos governos, 1ª Guerra Mundial, entre outros”, explicou a mãe, Viviane.

Um episódio relatado pela mãe chama a atenção: “Quando o Pedro tinha dois anos, morávamos em Brasília e eu trabalhava no Congresso. Mesmo muito pequeno, ele tinha informações sobre o Congresso, sobre o Senado, dava diretrizes sobre como deveríamos nos localizar na capital federal do Brasil”.

“Sempre fiquei impressionado com a quantidade de livros que ele gosta de ler. Nestas férias, por exemplo, ele leu quatro”, acrescentou o pai, Rodrigo.

Segundo os pais, quando o menino estava na fase de cursar o Infantil 5, ele precisava de um incentivo e o Colégio Marista Arquidiocesano foi a opção. “Sua evolução foi rápida e natural. Ele deslanchou”, disse Viviane.

O Colégio Marista Arquidiocesano agradece a confiança depositada pelos pais do Pedro e comemora com alegria esse grande feito. Parabéns, Pedro!