Órbitas Urbanas, um projeto consistente de cidadania.

Órbitas Urbanas, um projeto consistente de cidadania.

Natália Venâncio

01 Novembro 2016 | 15h25

 

14732244_1444605998886320_3343190488780244732_n 14695545_1442671489079771_8136957116784288553_n14720382_1440755859286050_1458162941915094559_n14725483_1166950016720902_362536882858612869_n

 

O Projeto Órbitas Urbanas, experiência pedagógica que busca propiciar aos alunos da 2ª série do Ensino Médio do Colégio Marista Arquidiocesano uma vivência mais intensa da dimensão política da vida urbana e suas principais demandas, contradições e desafios, teve fases variadas e foi concluído em 28 de outubro.
Uma das fases iniciais do projeto contemplou o passeio ciclístico realizado no domingo (16/10/2016), das 8h30 às 12h. Alunos utilizaram a ciclofaixa de lazer da Vila Mariana (bairro no qual a escola está localizada), passando pela Avenida Paulista e pelo elevado Presidente João Goulart (Minhocão).

Para os curiosos, o trajeto detalhado foi o seguinte: saída do Colégio Marista Arquidiocesano pela Ciclofaixa da Rua Domingos de Morais, Avenida Paulista, Praça do Ciclista, Avenida Paulista novamente, Rua Vergueiro, Praça da Sé, Pátio do Colégio, Viaduto Santa Ifigênia, Largo do Paissandu, Rua Barão de Itapetininga, Rua Xavier de Toledo, Praça Roosevelt, Elevado Presidente João Goulart (Minhocão – trecho curto para a observação dos jardins verticais), Rua Xavier de Toledo, Praça Ramos de Azevedo, Viaduto do Chá, Rua Líbero Badaró, Praça da Sé, Rua Vergueiro e por fim Rua Domingos de Morais, retornando ao Colégio.
A organização foi impecável, passando pela distribuição de camisetas do programa para identificação do grupo, empréstimo de 30 bicicletas por parte da Bradesco Seguros e parceria de monitoria com o Instituto Cicloativo do Brasil – os guias do Instituto orientaram os alunos a andarem de bicicleta de maneira segura. O Colégio Marista Arquidiocesano também apoia a ONG na campanha “Duas rodas para o Natal”, cujo objetivo é arrecadar bicicletas de qualquer marca, tamanho e estado para doação a crianças carentes. Vale lembrar que as bicicletas doadas ao Cicloativo serão reformadas antes de serem entregues às crianças.

Nos dias 25 e 26, foi realizado o trekking urbano, caminhada por um percurso determinado para compreender diferentes aspectos da cidade de São Paulo a partir do seu centro histórico. É o momento da vivência propriamente dita, tempo em que os alunos interagem com a cidade.

Encerramento

Na sexta-feira, dia 28, houve o encerramento do Órbitas. Na primeira parte da manhã, os estudantes terminaram de confeccionar os painéis para a exposição dos materiais produzidos. Na sequência, todos foram para o Salão Nobre e receberam os convidados que compuseram a mesa debatedora. Foram eles: Ana Carlota Vieira Niero – Pedagoga e Gestora Educacional da ACF; Hugo Vechiato – Jornalista da rádio Bandeirantes; Diego Moreno – Universitário do curso de Arquitetura e Urbanismo do Instituto Federal de São Paulo.

Após as experiências, leituras, reflexões, construções e interações, os alunos leram os seus manifestos, que tinham como teor promover ações e atitudes que permitam o desenvolvimento de um novo olhar sobre estas questões e que impactem as relações sociais bem como as políticas públicas.