Medalha de prata na Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG)

Medalha de prata na Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG)

Natália Venâncio

24 de outubro de 2019 | 13h08

Kombosa Rockets, grupo formado por três alunas, brilham no evento realizado no Rio de Janeiro

As alunas do Ensino Médio do Colégio Marista Arquidiocesano, localizado em São Paulo (SP), Barbara Andriolo, Jacqueline Fakhouri e Stefanny Trevelino, orientadas pela professora Josiane Antunes, conquistaram a medalha de prata na 13ª Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG). O evento foi realizado no período de 15 a 18 de outubro em Barra do Piraí, no Rio de Janeiro. Elas formam a equipe denominada Kombosa Rockets.

A MOBFOG é uma olimpíada inteiramente experimental, pois consiste em construir e lançar, obliquamente, foguetes, a partir de uma base de lançamento, o mais distante possível. Foguetes e bases de lançamentos devem ser construídos por alunos individualmente ou em equipes de até três componentes.

Na atividade, as alunas contaram sua trajetória de participação desde a OBA (Olimpíadas Brasileira de Astronomia) até a MOBFOG. Explicaram também todas as etapas de produção do projeto do foguete (desenhos e medições) até sua produção (construção de protótipo) e, ainda, como foram os testes de lançamento realizados na chácara do Colégio Marista Arquidiocesano.

Passadas essas fases, refizeram seus projetos e cálculos para a construção dos novos modelos e alcançarem maior êxito nos lançamentos com a altura e distância. Com isso, identificaram soluções para os problemas encontrados, trabalharam em equipe na construção dos produtos e resolveram desafios por meio das negociações entre os membros do grupo.

“A equipe propôs soluções inovadoras para alguns problemas críticos encontrados, como na base de lançamento dos foguetes, com novos produtos permitidos pelo regulamento do evento”, explica o coordenador do Ensino Médio do Colégio Marista Arquidiocesano, Welington Nunes de Souza.

A Mostra Brasileira de Foguetes é um evento aberto à participação de escolas públicas ou privadas, urbanas ou rurais, previamente cadastradas. Na edição anterior, de 2018, contou com a participação de 120 mil alunos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: