Excelência acadêmica na Mostra Cultural 2018 do Arqui

Excelência acadêmica na Mostra Cultural 2018 do Arqui

Paulo Adolfo

23 Outubro 2018 | 15h43

Céu repleto de guarda-chuvas coloridos. Instalações e projetos espalhados por toda a escola. Alunos, educadores e família em sintonia. Esse foi o cenário da Mostra Cultural 2018 do Colégio Marista Arquidiocesano, realizada no sábado, dia 20 de outubro.

Pouco antes do início da Mostra, alunos do 6.º ano do Ensino Fundamental ao Ensino Médio organizaram-se intensamente para mostrar projetos que foram realizados ao longo do ano.

Em uma espécie de palco aberto, meninos e meninas fizeram apresentações de danças típicas, ressaltando a importância do regionalismo. As performances integraram o projeto “Danças Regionais Brasileiras” pertencente à disciplina de Educação Física. Os alunos fizeram a releitura de danças brasileiras, identificando a diversidade das práticas corporais do nosso país.

Um projeto que chamou a atenção por sua complexidade foi o “Identidades”, da disciplina de Artes, do 8.º ano. A tônica do programa foi questionar os padrões de beleza contemporâneos que geram inquietação e podem ser prejudicais, caso não sejam respeitados os padrões diversos.

Reflexões sobre tempo, sobre autoimagem (feitura de autorretratos), sobre imagem do próximo (desenho de observação), a partir da perspectiva da Arte Contemporânea, foram aspectos trabalhados.

O 9.º ano desenvolveu a exposição “Poemas, religiosidade, histórias em defesa da vida”. Nas paredes da sala, muitos poemas concretos com mensagens críticas sobre ódio, homofobia, grosseria, futilidade, racismo, entre outros assuntos. Houve intenso processo de criação de arte e, na exposição, foi possível observar mensagens como “É estranho, não é? Uma pessoa que sorri todos os dias, ser uma pessoa triste”.

No trabalho de personalização de roupas, cujo objetivo era tratar dos estereótipos, as camisetas ganharam frases de impacto: “Você é mais que um padrão”, “Mulheres são o futuro do presente”. Na mesma exposição, houve a exibição do trabalho de Física e Química sobre as matrizes energéticas do Brasil.

O momento que disparou os cliques dos celulares e das máquinas dos visitantes foi o da apresentação: All we need is love. Estudantes do 6.º ano ocuparam as escadarias do Pátio Central e cantaram lindamente. O trabalho com textos musicados teve por objetivo expandir o vocabulário e potencializar discussões sobre a importância do respeito, da amizade e do amor ao próximo.

O Projeto do 7.º ano sobre o Estudo de Meio em Cananéia ganhou nova abordagem pedagógica: como forma de registro e produto final, cada estudante montou seu álbum de figurinhas. Durante a oficina, cada visitante pôde vivenciar um pouco a experiência dos estudantes, montando trechos do álbum.

Interessante a exposição “Projeto de Vida – Eu, cidadão em construção” na qual os visitantes observaram trabalhos que resgataram a infância e a adolescência dos alunos, ressaltando as pessoas, as crenças, os aprendizados e os valores importantes nessa fase de formação do aluno, levando-o a conhecer-se melhor para que possa construir seu projeto de vida.

Muitos outros projetos foram apresentados e foram apreciados pela Comunidade Marista e estes representaram muito bem a excelência acadêmica do Marista Arquidiocesano.