Estudantes fazem encenações após visitas virtuais a museus de todo o mundo

Estudantes fazem encenações após visitas virtuais a museus de todo o mundo

Natália Venâncio

01 de junho de 2020 | 14h17

 Alunos do Colégio Marista Arquidiocesano encaram o desafio feito pelo Getty Museum de recriar obras de arte utilizando elementos de casa

Devido ao novo coronavírus, museus de todo o mundo fecharam as portas como forma de respeitar as medidas de distanciamento social impostas. Os alunos do 6° ano Ensino Fundamental do Marista Arquidiocesano foram convidados a fazer viagens virtuais pelos museus do mundo inteiro e desafiados a encenar suas obras preferidas.

A iniciativa teve início com o J. Paul Getty Museum, da cidade de Los Angeles, nos Estados Unidos, que decidiu propor o desafio para os seus seguidores. A provocação é para que as pessoas postem imagens recriando suas obras de arte favoritas, utilizando elementos que estivessem em sua residência, inclusive seu próprio corpo e animais de estimação.

De acordo com a docente da disciplina de Artes Paula Modenesi Ribeiro, orientadora do projeto, é muito importante que os alunos tenham contato com manifestações de arte e cultura neste momento de quarentena. “Mesmo à distância, são desenvolvidas atividades que os colocam como protagonistas da sua própria aprendizagem, identificando os aspectos objetivos e subjetivos das obras de arte”, explica a professora. Em meio ao isolamento social, atualmente as aulas de Artes estão ocorrendo em ambiente on-line.

Algumas dessas recriações divertidas produzidas pelo alunos do Arquidiocesano foram dos quadros Retrato de uma fada, de Sophie Gengembre Anderson, Autorretrato dedicado al Dr. Eloesser ya sus hijas, pintado por Frida Kahlo, Rubens Peale com um gerânio, de Rembrant, Homem Velho e seu Neto, de Domenico Ghirlandaio, La Bella Principessa, de Leonardo da Vinci, entre outros.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: