Estudante do Marista Arquidiocesano participa do Parlamento Jovem Paulistano

Estudante do Marista Arquidiocesano participa do Parlamento Jovem Paulistano

Natália Venâncio

14 de outubro de 2019 | 08h41

 Projeto da aluna foi selecionado pela Câmara Municipal de São Paulo e dispõe sobre a obrigatoriedade de especificação e divulgação dos nomes de córregos e rios

A estudante Mariana Almeida Rocha, do 6º ano do Colégio Marista Arquidiocesano, localizado em São Paulo (SP), foi selecionada para participar da 18ª edição do Parlamento Jovem Paulistano 2019, promovido pela Câmara Municipal de São Paulo. Ela ocupará uma das 55 cadeiras do Parlamento Jovem nos dias 4 e 8 de novembro.

Na Câmara, uma Comissão Especial formada por vereadores escolheu os melhores projetos apresentados. Para ser selecionada, a aluna e mais duas colegas, Laura Lukowiecki Bidóia e Mariana Sá Barreto Vecchi, produziram um projeto de lei sobre o tema “Cidadania em Ação – Projetos Legislativos de Intervenção na Realidade Social e Ambiental de São Paulo”. Ele dispõe sobre a obrigatoriedade de especificação e divulgação dos nomes de córregos e rios, bem como seus respectivos cursos, “escondidos” na cidade de São Paulo.

No Projeto, as alunas argumentam que o Estado de São Paulo é uma espécie de cidade dos “rios invisíveis”. E isso ocorre, segundo elas, devido ao crescimento urbano desordenado que ocorreu no município, o que fez com que muitos dos córregos e rios fossem “engolidos” e desaparecessem da paisagem urbana. “A lei apresentada proporciona o resgate dessa antiga e importante memória dos paulistanos, de tal modo que todos os cidadãos passem a valorizar e respeitar os nossos recursos hídricos”, argumentam as alunas no projeto apresentado à Câmara.

A Câmara Municipal de São Paulo, sediada no Palácio Anchieta, está localizada no endereço: Viaduto Jacareí, nº 100 – Bela Vista.

O Parlamento Jovem

O Parlamento Jovem foi criado na Câmara Municipal de São Paulo pela Resolução nº 10 de 21 de agosto de 2001. Seu principal objetivo é oferecer aos jovens do município uma lição de cidadania e democracia, com o exercício, por um dia, das funções e dos trabalhos do Poder Legislativo Municipal.

No Parlamento Jovem Paulistano, os vereadores cederão seus lugares no Plenário 1º de Maio para os vereadores e vereadoras jovens, que vão apresentar seus projetos, defendê-los e votar as propostas apresentadas pelos colegas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: