Dia da Família, comemoração ao estilo Marista

Dia da Família, comemoração ao estilo Marista

Paulo Adolfo

22 Maio 2018 | 13h16

Sábado, dia 19 de maio, comemorou-se o Dia da Família no Marista Arquidiocesano. Familiares tiveram a oportunidade de conhecer a rotina escolar dos alunos da Educação Infantil ao 5º ano do Ensino Fundamental. Das 10h às 14h00, atividades diversas foram organizadas, tais como: shows de variedades, experiências científicas, atrações musicais, esportes, oficinas, entre outras.

O Diretor Geral, Valentin Fernandes, agradeceu a presença da Comunidade Marista: “Gostaria de agradecer aos pais, aos alunos, aos educadores e aos colaboradores pela realização deste importante evento que conta com 19 oficinas em funcionamento, banda e shows. Aproveito, também, para anunciar a nossa Festa Junina que acontecerá no dia 16 de junho, ela terá surpresas consideráveis”.

A abertura do evento teve momentos surpreendentes, um deles ficou por conta da apresentação dos alunos que cantaram a música ‘Hello, Goodbye’ dos Beatles. Outro momento interessante, também seguindo no clima da banda de rock britânica, foi a apresentação da banda Equipe Produções Audiovisuais. Os quatro integrantes animaram o público com canções que marcaram história.

Na oficina de jogo da velha, crianças pequenas, acompanhadas pelos pais, manejavam cuidadosamente as peças feitas artesanalmente – com tampinhas de garrafas pet. Na oficina de jogos de percurso, caminhos eram tracejados com capricho, cores e números.

A oficina de jogos “Super Cérebro” lotou, assim como o show – que já virou tradição por aqui – de Marthin Mágico. A capacidade de interação do mágico com a plateia, de fato, impressionou. Ele misturou conhecimento com humor e desempenhou números de mágica com maestria. Destaque para o número de Houdini, no qual o mágico entra em uma caixa, se fecha nela e outra pessoa reaparece em seu lugar.

Na Biblioteca Juvenil, teve contação de história sensorial. Os alunos e seus familiares foram convidados a se sentarem e a colocarem venda nos olhos. O enredo de ‘Eu, super malvado’ foi narrado pelos bibliotecários e, conforme a história era contada, as sensações surgiam… Quando o jacaré foi mencionado, os espectadores sentiram na pele a aspereza do bicho, quando o gambá surgiu, também surgiu um odor forte e desagradável. Na hora de imaginar o anjinho, um suave toque de plumas acariciou os presentes.

No Conjunto Desportivo Irmão leão, a movimentação também foi intensa. A Calu, cantina da instituição escolar, ensinava aos pais quais eram as combinações de lanches saudáveis e saborosas. Havia vários combinados para montagem das lancheiras.

Ainda no local, a criançada ficou eufórica com a oficina circense, realizada pelo pessoal do Circo Show. Equilíbrio na bola, equilíbrio na corda bamba, acrobacias foram algumas das atividades realizadas.

Assim, todos passaram uma manhã agradável, cheia de diversão e de união.