Como escolher a escola em tempos de pandemia?

Como escolher a escola em tempos de pandemia?

Natália Venâncio

25 de janeiro de 2021 | 12h06

Visitas virtuais e conversas online são alternativas para as famílias conhecerem o ambiente e a história das escolas

Seja para matricular o filho pequeno ou para mudar a criança para outra instituição, escolher uma escola é um passo importante que exige pesquisa e reflexão.

Na pandemia, essa tarefa tornou-se mais complicada. Uma das alternativas é realizar a visita virtual ao invés de presencial, se os pais preferirem. Ainda assim, existe a opção de visitar presencialmente, seguindo os protocolos de segurança da saúde.

Além das questões práticas, como a localização, estrutura, diferenciais pedagógicos ou o preço, existem fatores que não são palpáveis e costumam gerar insegurança e ansiedade.

“A conexão com uma área externa, que permite a integração das crianças com um bosque de árvores nativas é um aspecto fundamental na Educação Infantil, por exemplo. Com isso, os estudantes terão a possibilidade de desenvolver o amor e um maior contato com a natureza”, afirma o diretor geral do Colégio Marista Arquidiocesano, Carlos Dorlass.

Valores

É importante ressaltar que, mesmo com todas as mudanças que estão ocorrendo devido ao contexto da Covid-19, os pais devem considerar o currículo e a integração das áreas de conhecimento que já existia antes.

Além disso, na hora de contratar os serviços educacionais é preciso levar em consideração alguns pontos importantes que vão ajudar a tornar a escolha mais fácil e assertiva.

Entre os aspectos a serem considerados em relação à escolha de uma instituição escolar, alguns são primordiais.

“Claro que fatores como diferenciais, localização, preço e espaço são relevantes na hora de matricular a criança, há outras informações que também devem ser levadas em consideração, como a proposta pedagógica, a formação da equipe de docentes e colaboradores e os valores que o colégio defende, critérios fundamentais para se ter bons resultados no processo ensino-aprendizagem”, explica Carlos Dorlass.

Considerações importantes

Veja outros pontos importantes de serem considerados na hora de escolher uma escola:

Não foque somente na estrutura física: é essencial conhecer a proposta política pedagógica e saber, por exemplo, se existe a opção de formação integral e integração das áreas do conhecimento, e ter a certeza de que se manterá assim, seja no formato híbrido ou online.

Procure saber sobre o trabalho com habilidades socioemocionais: oferecer bons conteúdos é o mínimo para qualquer escola, porém, as habilidades socioemocionais precisam ser desenvolvidas. Por isso, procure saber como a escola trabalha esse aspecto no ambiente coletivo, um conhecimento essencial para o mundo contemporâneo, que trará benefícios para toda a vida.

Faça um tour virtual: em vez de passeios físicos, muitas escolas oferecem visitas virtuais para dar às famílias uma noção da estrutura e da proposta oferecida, por meio de conversas com o núcleo pedagógico.

Considere como a escola se adaptou ao ensino digital: com a pandemia do novo coronavírus, o ensino remoto e híbrido se tornou uma realidade. Avalie como a escola se ajustou a esses modelos.

Não se esqueça de valorizar a qualidade de ensino: avaliar a proposta pedagógica da escola, especialmente a do segmento no qual seu filho estuda, é essencial para escolher o lugar que garantirá uma boa formação.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.