Alunos do Arquidiocesano são premiados na Olimpíada Nacional de Ciências

Alunos do Arquidiocesano são premiados na Olimpíada Nacional de Ciências

Natália Venâncio

01 de março de 2021 | 16h20

Dezenove alunos foram medalhistas em provas realizadas virtualmente

O Colégio Marista Arquidiocesano teve vários estudantes premiados na Olimpíada Nacional de Ciências (ONC). No total, dezenove alunos conquistaram medalhas de ouro, prata e bronze. Os resultados foram divulgados na última quinta-feira (25).

A Olimpíada Nacional de Ciências (ONC) 2020 se destina aos estudantes que estão regularmente matriculados no 8º ou 9º ano do Ensino Fundamental e nas 1ª, 2ª ou 3ª séries do Ensino Médio; e também estudantes da 4ª série do Ensino Técnico, bem como alunos da Educação de Jovens e Adultos das séries citadas.

As provas foram aplicadas online, em decorrência da pandemia do novo coronavírus. Elas contemplam as disciplinas de História, Astronomia, Química, Física e Biologia e visam despertar e estimular o interesse dos estudantes pelo estudo das ciências naturais.

Os medalhistas são: Ouro – Yugo Sameshima (3° série), Juliana Mika Kuramochi Uratsuka (9° ano), Rodrigo Trabulsi Zakhour (9° ano), Mariana Moretti Ierardi (2° série), Thiago Yukio Sikusawa (3° série), Daniel Contente Romanzini (3° série) e Pedro Ricardo Martins Casella (3° série); Prata – Bruno Umeoka Higuti (3° série), Felipe Kazuichi Borgato Inaoka (3° série), Júlia Francelino Moreira de Sousa (8° ano) e Luisa Yumi Aoki Ribas (9° ano); Bronze – Gabriel Uliana (8° ano), Henry Asakura Huang (8° ano), Henrique Guaré Romano (8° ano), Julia Godoy Lisboa (8° ano), Bruna Pelosini Brandalise (9° ano), Liz Oksman Torres (9° ano), Arthur Santos Oliveira (1° série) e Enzo Fukuya Hara (9° ano). Outros 27 alunos receberam menção honrosa pela destacada participação na Olimpíada.

“A premiação de nossos alunos é motivo de grande orgulho. A ciência é um dos principais motores do desenvolvimento, pois seu combustível é a curiosidade, e o nosso papel é de identificar os talentos e incentivá-los para que se mostrem interessados pelas áreas científicas e tecnológicas”, ressalta o diretor geral do Colégio Marista Arquidiocesano, Carlos Dorlass.

A Olimpíada Nacional de Ciências (ONC) integra o Programa Ciência na Escola e é uma realização de quatro Sociedades Científicas: a SBF (Sociedade Brasileira de Física) a ABQ (Associação Brasileira de Química), o Instituto Butantan e a Sociedade Astronômica Brasileira; ela resulta de um convite do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) às Sociedades e se destina a estudantes do Ensino Médio e do último ano (9º ano) do Ensino Fundamental.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.