Alunos do Arquidiocesano desenvolvem aplicativo para combater fake news na Saúde

Alunos do Arquidiocesano desenvolvem aplicativo para combater fake news na Saúde

Natália Venâncio

04 de outubro de 2021 | 09h55

Aplicativo reúne informações médicas que visam colaborar para o bem-estar, além de usar ao usuário como se informar de forma correta

Os alunos Juliana Mika Kuramochi Uratsuka, Laís Maria Frizzo Nunes, Vinicius Casagrande Ramalho e Liz Oksman Torres, da 1ª série do Ensino Médio do Colégio Marista Arquidiocesano, desenvolveram um aplicativo para obter informações falsas sobre uma área de Saúde, principalmente sobre a pandemia do novo coronavírus.

Chamado InfoSaúde, ele aborda com informações médicas (vídeos e matérias informativas sobre bem-estar e saúde), notícias falsas (que visa informar e desmentir algumas notícias falsas na área da saúde) e vacinas (com calendário de vacinas da cidade de São Paulo)

De acordo com o docente responsável pelo projeto, Henrique Veiga Giannini, com tantas reportagens sobre a pandemia, pode-se dizer que a sociedade está vivendo uma infodemia, ou seja, o excesso de informações sobre um determinado tema. “E, entre elas, muitas notícias falsas que geram desinformação para uma população em geral. Com reportagens sobre os assuntos relacionados à Covid-19, além de toda a divulgação do andamento da vacinação, o projeto visa ser um instrumento de utilidade pública para a sociedade ”, explica o professor.

Inicialmente, o grupo definido em criar um aplicativo que aproxima o paciente de seus médicos. A ideia era oferecer, dentro do banco de dados dos pacientes, um campo para acesso ao seus exames, além de ter a possibilidade de se comunicar por meio da ferramenta.

Entretanto, ainda considerando o cenário pandêmico, em todo o planeta surgiram diversos questionamentos em relação à maneira mais efetiva para se proteger contra uma pandemia da Covid-19. “Muitas notícias e métodos ineficientes foram divulgados como milagrosos, mesmo indo contra o posicionamento da Ciência. As notícias falsas se espalham com uma velocidade enorme, confundindo a população e prejudicando a imunização de todos ”, afirma o professor. A partir deste cenário, dentro do projeto do Info Saúde surge um campo específico contra as notícias falsas.

O projeto foi desenvolvido no Hub de Ciências da Natureza. Os  Hubs , componentes eletivos e obrigatórios, têm como objetivo desenvolver as habilidades do século XXI, tais como resolução de problemas complexos, trabalho colaborativo, criatividade, relacionamento interpessoal, negociação, julgamento e tomada de decisão, negociação, entre outras, por meio de projetos envolvendo os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) propostos pela ONU.

Tudo está alinhado às propostas do Ministério da Educação, em sua Base Nacional Comum Curricular (BNCC), e, principalmente, focadas em áreas de interesse específicas e competências que vão além da grade curricular tradicional.

O InfoSaúde está disponível no portal “Fábrica de aplicativos” e pode ser acessado pelo link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.