Alunos criam campanha de arrecadação de alimentos para ajudar ONG

Alunos criam campanha de arrecadação de alimentos para ajudar ONG

Natália Venâncio

16 de dezembro de 2019 | 17h08

ONG Grupo da Sopa prepara mais de 250 refeições por semana na cidade de São Paulo

Os alunos do 3º ano do Ensino Fundamental – Anos Iniciais do Marista Arquidiocesano criaram uma campanha de arrecadação de alimentos para ser entregue para a ONG paulistana Grupo da Sopa.

Os estudantes se sensibilizaram após assistirem a uma palestra do representante da ONG paulistana Grupo da Sopa, Alexandre Balle. Eles puderam conhecer mais de perto a situação de pessoas que vivem nas ruas e passam um dia ou mais sem se alimentar. Além disso, puderam refletir sobre a importância de respeitar as pessoas que vivem nessas condições.

A campanha foi um sucesso. Com a ajuda dos alunos e das famílias, a turma arrecadou: 15 litros de óleo de soja, 23 quilos de fubá, 22 quilos de feijão, 18 quilos de arroz, 19 quilos de açúcar, 11 quilos de sal, 01 quilo de farinha de mandioca, 14 sucos em pó, 28 molhos de tomate, 11 vinagres, 7 pacotes de macarrão e 01 pacote de biscoito maisena.

As caixas nas quais os mantimentos foram guardados, foram decoradas pelos próprios alunos que aproveitaram a oportunidade e registraram algumas mensagens carinhosas para os integrantes do Grupo da Sopa.

Posteriormente, Balle voltou ao Marista Arquidiocesano para receber as doações pessoalmente. “Foi um trabalho gratificante, no qual os alunos puderam refletir que pequenas ações podem ajudar, auxiliar e melhorar a vida de outras pessoas e que todos os dias temos oportunidades de ser solidários e ajudar alguém de alguma forma”, explica a responsável pelo Projeto, professora Fabiana Gianon Goés.

O Grupo da Sopa

O Grupo da Sopa foi criado em 1996, por iniciativa de um grupo de amigos que resolveu dedicar algumas horas semanais para ajudar o próximo. Durante os dois primeiros anos, esses amigos preparavam sopa para distribuir nas ruas de São Paulo.

Por meio do fortalecimento do grupo, em novembro de 1998, a tradicional sopa foi substituída por refeições e assim é feito até hoje, onde voluntários doam um pouco do seu tempo para suprir uma das inúmeras necessidades diárias das pessoas que não tem um teto e muito menos a oportunidade de preparar suas próprias refeições.

Com dedicação e carinho, todas as quintas-feiras, são preparadas mais de 250 refeições para serem entregues em vários pontos da cidade de São Paulo.

Para os interessados em colaborar: http://grupodasopa.org/

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: