Escrever é…

Colégio Ítaca

19 Abril 2016 | 08h27

Em tempos de relações líquidas, de rapidez, fluidez envernizada, efemeridades e opiniões definitivas em 140 toques, qual o espaço da escrita, movimento de permanências, lentidões, reflexões, refazimentos?  Ao refletirem a respeito, os alunos do 1º EM foram convidados a dizer o ato de escrever, a traduzir a essência desse ato. Estavam em boa companhia, o professor José Bento Neto, de Língua Portuguesa, trouxe pensamentos de escritores famosos sobre o escrever. Vejam alguns dos resultados.

 

O que é o ato de escrever para você?

 

“Escrevo o que sou.”

Maria Vitoria B.

 

“Escrever é compactar sua essência em forma de palavras.”

Manuela P.

 

“A escrita de um texto é como a formação de um sistema após a explosão de uma Supernova.”

Marina I.

 

“Escrever é a tesoura que corta e me liberta das ataduras invisíveis que cobrem minha boca.”

Allan T.

 

“Escrever é eternizar a mente…”

Raphael P.

 

“A escrita é construída através da sabedoria e da livre criatividade do homem.”

Dimitri M.

 

“Escrever é contar sua alma através de palavras.”

Beatriz I.

 

“Escrever é existir por meio de palavras.”

Júlia L.

 

“Sua escrita é o que sobrará de você quando a sua vida acabar.”

Lucas A.

 

“Escrever é a fonte de conexão entre corpos… e mentes.”

Tomás B.

 

“Escrever é comunicação e arte.”

Mariana A.

 

“A escrita é a minha ponte para o mundo. Eu a atravesso por meio de palavras.”

Maria Beatriz

 

“Escrever é encher uma piscina, pra depois mergulhar nela e se banhar com o que você colocou lá.”

Tiago T.

 

“Escrevo na tentativa de explicar o inexplicável.”

Lunna R.

 

“Escrever é deixar escorrer para o papel o que não cabe no corpo.”

Fernanda P.

 

“Escrever é se colocar no papel.”

Gabriela de M.

 

“Escrever é uma ação. Nossas ações nos definem. A escrita nos define.”

André A., Felipe D. & Enzo S.

 

“Escrever é se tornar júri, juiz, e carrasco. E réu…”

Pedro C.

 

“Escrever é garimpar palavras em uma mina de ideias.”

Rômulo L. e Guilherme B.

 

“Escrever é a minha forma de liberdade.”

Antonio E.

 

“Escrever é (re)moldar turbilhões de emoções pessoais de forma sólida e mais clara.”

Beatriz Q.