A criança que se mexe

A criança que se mexe

tininhaescolagirassol

28 Outubro 2015 | 17h37

Observamos as dificuldades que as crianças de hoje possuem para movimentar-se. Não andam, não pulam, não correm , e tantas outras coisas que as crianças de antigamente sabiam fazer com perfeição!
Em casa, ou apartamento, sem espaços ou tempo para brincar, as crianças de hoje estão sendo muito estimuladas a se entreter com eletrônicos, sem sujeira, sem trabalho…
E as escolas, o que fazem para desenvolver nessas crianças habilidades tão importantes que envolvem o equilíbrio, lateralidade, noção espacial e que darão destreza aos movimentos?
Segundo o RCN ( Referencial Curricular Nacional – volume 3), “ as instituições de educação infantil devem favorecer um ambiente físico e social onde as crianças se sintam protegidas e acolhidas, e ao mesmo tempo seguras para se arriscar e vencer desafios. Quanto mais rico e desafiador for esse ambiente, mais ele lhes possibilitará a ampliação de conhecimentos acerca de si mesmas, dos outros e do meio em que vivem.”

Podemos tornar o ambiente da criança na escola, plano e com bordas arredondadas? Evitar escadas, quinas de mesas, gramas sintéticas, piso que amortece a queda? Ou devemos oferecer aos alunos espaços reais, onde deverão aprender a descer escadas, um pé de cada vez, segurando no corrimão? A ensiná-los a correr na grama , a cair ,a ralar o joelho e saberem que não é o fim do mundo?
O quintal (espaço físico) de uma escola tem de oportunizar essas vivências aos alunos para que cada um possa desenvolver suas habilidades motoras, onde cada etapa vencida assegura um novo desafio, como poder andar sozinho no carrinho de rolimã. O parque, com areia e grama, é espaço perfeito para atividades de escalar, de escorregar e aprender a cair com os pés no chão. O pátio é espaço privilegiado para a corrida, ajudando a criança a manter o equilíbrio e evitar as trombadas, pois se cair vai doer.
O planejamento do currículo de uma escola que atende a primeira infância deve unir o conhecimento acadêmico ao desenvolvimento cognitivo e social do aluno. Com atividades bem planejadas, o aluno conhecerá melhor seu corpo, seus limites e suas habilidades de coordenação, equilíbrio e harmonia, força e agilidade, além de aprender bons hábitos de saúde.
Pulando amarelinhaBrincando no túnel

http://www.escolagirassol.com/

http://cgceducacao.com.br/