Reunindo a equipe para os retoques finais

Colégio FAAP

28 de janeiro de 2022 | 09h41

Se no mundo do mercado os minutos podem trazer mudanças imprevistas e devastadoras, na educação, setor muito mais estratégico (pois de efeitos mais duradouros e pouco reversíveis), administrar em tempo real é sinônimo de educar.

A reavaliação do projeto pedagógico deste ano, no retorno da equipe pedagógica, mostrou a necessidades de ajustes e a certeza da impermanência alucinante que vivemos: se as novas variantes da pandemia nos impuseram a necessidade de termos novos instrumentos em nossas “reservas didático pedagógicas”, as sequelas psicológicas e comportamentais que temos detectado nos alunos nos obrigam cuidados e estratégias novas.

Quer o prolongado afastamento físico da escola (pouco abrandado pela brevidade do retorno), quer as ameaças e incertezas que se renovam, fizeram com que os nossos alunos trouxessem “novidades” no trato pedagógico que exigem observação e abordagens cuidadosas.

Assim, a análise do perfil de cada novo aluno, as eventuais dificuldades que trazem, os traços mais marcantes de sua personalidade, começam a ser considerados enquanto variáveis vitais para a composição das turmas e adequação de estratégias pedagógicas: num reinício de ano letivo, como em quase tudo na vida, um mau começo tem reversão difícil.

Em paralelo, como uma tradição extremamente importante, a FAAP propicia a Semana de Formação Docente que aborda temas de efetiva importância e atualidade pedagógica quanto didática. Este projeto pioneiro, que vem sendo aperfeiçoado a cada etapa, tem o condão de, além representar uma efetiva atualização e reflexão sobre as grandes questões educacionais da atualidade, propiciar o fortalecimento da coesão da comunidade acadêmica fator vital para a sinergia do todo acadêmico e da própria cultura faapiana.

 Assim, mais do que nunca, educar é eterno, constante e cuidadoso reconstruir!

 

Professor Henrique Vailati Neto é diretor do Colégio FAAP – SP. Formado em História e Pedagogia, com mestrado em Administração. É professor universitário nas disciplinas de Sociologia e Ciência Política. Tem quatro filhos e quatro netos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.