Princípios e insegurança: antagonismo perigoso

Colégio FAAP

05 de fevereiro de 2021 | 10h59

Lamentavelmente, muitas vezes, esquecemos a autoria de ideias importantes que  citamos e que podem parecer, inadvertidamente, nossas.

Há muitos anos, em conversa com um educador espanhol (cujo nome não recordo) na qual falávamos dos desafios da educação pós-moderna, ele se referiu ao “princípio da segurança”. Disse que uma das mais importantes posturas do educador frente ao educando é a segurança de princípios e de atitudes, o que confere um inicial e inequívoco fundamento à  ação educativa.

Nestes tempos de incertezas a insegurança, corolário inexorável deste contexto, contamina, perigosamente, a relação acima apontada: quando incertezas ameaçadoras turvam horizontes, mais do que nunca, a segurança de princípios éticos e ideológicos devem estabelecer o substrato vital para a manutenção da credibilidade do educador enquanto pré-condição pedagógica.

Cabe, aqui, uma diferenciação importante: firmeza de princípios em nada se confunde com posições autoritárias que, por si mesmas, são imbecilizantes e deseducativas, uma vez que não nascem de conclusões refletidas e racionalmente sustentadas. Firmeza de princípios não significa imobilidade absoluta, é crença nascida e justificada no diálogo, que se explica, justifica e renova.

Solidez de princípios é a crença em valores cujo conteúdo humano abarca, supera e integra novas realidades sem a perda de sua essência. A universalidade de valores é fator da assertividade dos mesmos, é a matéria-prima de uma imutabilidade das essências e não das circunstâncias.

Tem sido, historicamente, recorrente nos momentos de agudeza de uma crise, confundir-se dogmatismo obscurantista com firmeza de princípios, coisa que, se não repugna e afasta os jovens da interlocução saudável, os castra enquanto cidadãos e seres livres, ou seja, anula a razão de ser da educação.

Professor Henrique Vailati Neto é diretor do Colégio FAAP – SP. Formado em História e Pedagogia, com mestrado em Administração. É professor universitário nas disciplinas de Sociologia e Ciência Política. Tem quatro filhos e quatro netos.

 

Troque ideia com o professor: col.diretoria@faap.br

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Colégio FAAPFAAPEnsino Médio

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.