O retorno às aulas: momento de retomar e concretizar o “balanço pedagógico”

Colégio FAAP

26 de julho de 2019 | 10h00

Em nosso post que antecedeu as férias, sugerimos que as famílias buscassem fazer um calmo e meticuloso balanço do semestre letivo, localizando os pontos fracos e possíveis soluções, além dos pontos fortes e sua manutenção. Fim das férias, hora da concretização de propósitos!        

Um dos aspectos para os quais sempre chamamos a atenção das famílias é o da importância da preparação dos alunos para o retorno às aulas. A retomada de uma atividade que pressupõe persistência, sacrifícios e muito incentivo e apoio, após um período necessário de ócio, deve ser encarada nos mesmos termos do que um reinício de campeonato para os atletas, com normalização de horários, revisão da alimentação e do material, entre outros.

E, nesse contexto, a análise prévia deve ser transformada em rigorosa programação para que o educando não apenas valorize a parceria com a família, mas sinta-se valorizado. Para que isso ocorra e não se perca no perigoso vácuo das “boas  intenções” é indispensável uma programação factível, criteriosamente feita para acontecer, que considere todas as variáveis levantadas. São incontáveis as experiências que assistimos de propostas de recuperação malfadadas pelo distanciamento das famílias do dia a dia da vida escolar.

Há que se pensar que o recomeço das aulas traz consigo alguns fatores positivos, tais como a já consolidada ambientação na cultura da série, da turma e de estilos dos professores. Por outro lado, tal segurança pode levar, com muita probabilidade, a uma zona perigosa de conforto, posição típica dos nossos jovens que esperam o sucesso e a felicidade como dádivas divinas.

Tanto no esporte, quanto na educação e na vida, o sucesso se atinge pelo cuidado com os detalhes: não há que se descuidar!

 

Professor Henrique Vailati Neto é diretor do Colégio FAAP – SP. Formado em História e Pedagogia, com mestrado em Administração. É professor universitário nas disciplinas de Sociologia e Ciência Política. Tem quatro filhos e quatro netos.

 

Troque ideia com o professor: col.diretoria@faap.br

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: