O dia da injustiça e do esquecimento: o Dia do Professor

Colégio FAAP

15 de outubro de 2019 | 10h11

Nós que temos a felicidade de trabalharmos em uma instituição que respeita e valoriza os seus educadores, não podemos nos omitir ante o quadro de injustiça e esquecimento em que vive a grande maioria dos professores de nosso País.

Nasci vivendo a educação e, dela, tive a fortuna de jamais sair. Assim, se não posso dizer que dela sei muito (essa delicada, sempre incompleta e extremamente móvel arquitetura que é o educar jamais será dominada), tenho certeza de conhecê-la bem. Dessa forma, me atrevo, com a licença que a idade me confere, a um desabafo elogioso nesta semana em que se “comemora” a menor importância daqueles que são uma das pedras angulares da civilização: os professores.

 

Prof. Henrique Vailati Neto, diretor do Colégio FAAP (Foto: Fernando Silveira)

Fui aluno de uma geração na qual, ser professor, era ocupar um espaço de reconhecimento e honrarias: médicos, advogados, engenheiros se orgulhavam de dividirem suas atividades com a docência, fator de enobrecimento de suas outras profissões que se estadeava em placas, Professor Dr.

Ainda existimos, no ensino privado, ilhas que escaparam à sanha devastadora da especulação financeira e que acabam por serem tristes referenciais do abismo em que mergulhou o todo da educação num histórico de incúria e descaso.

Apesar de tudo…

Nesta semana, pesquisas mostraram que 77% dos professores consultados se orgulham de sua profissão!

Como é lindo ver os olhos de um velho professor se encher de luz ante o sucesso de um aluno.

Nada é tão belo quanto ver uma jovem professorinha sentada no chão regendo uma sinfonia de vozes infantis: o som da esperança.

Mestres do panteão sagrado da educação, vocês que conduziram o que ainda se pode chamar de civilização, vocês que elevaram das trevas da barbárie a humanidade, protejam aqueles que, contra tudo e contra todos, abraçam e se mantêm na cruzada da educação.

E que a centelha que faísca nos olhos das crianças e jovens continue a alimentar o quase impossível o sonho de educar!

 

Professor Henrique Vailati Neto é diretor do Colégio FAAP – SP. Formado em História e Pedagogia, com mestrado em Administração. É professor universitário nas disciplinas de Sociologia e Ciência Política. Tem quatro filhos e quatro netos.

 

Troque ideia com o professor: col.diretoria@faap.br

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: