Num cenário de incertezas, cabe relembrar os objetivos da educação

Colégio FAAP

15 de janeiro de 2021 | 15h17

Em meio a um oceano de incertezas que nos ameaçam por todos os lados, é essencial repensarmos nossas vidas numa hierarquia estratégica, buscando não descuidar de prioridades inalienáveis como a educação.

Na esperança da preservação da vida não podemos deixar de planejar, com todo o cuidado, o retorno à tão esperada normalidade: não podemos deixar que o pânico comprometa, ainda mais, nossa limitação de horizontes.

Mais do que nunca, nós do Colégio FAAP, em sintonia com a instituição como um todo, estamos vivendo férias reflexivas no estabelecimento de inúmeras projeções e consequentes projetos, nos antecipando e instrumentalizando panoramas diversos.

Uma das mais contundentes lições da crise que enfrentamos é da ausência nefasta e deletéria de planejamento, revelando a fragilidade de instituições e comandos.

Assim, cabe às famílias, em estreita colaboração com as instituições educacionais, em todos os níveis, conversar, sugerir, acertar pontos vagos e fechar fileiras em torno dos planejamentos escolares, para este enigmático ano letivo que deve, sempre, continuar de forma efetiva.

Não se pode deixar a cargo de terceiros (nada ou pouco envolvidos na educação), tarefa civilizatória tão vital: descuidar da educação será, mais do que nunca, perpetuar as mazelas que tornam esta crise sanitária um flagelo que, insistimos, ameaça fazer ruir gigantes e comprometer o que de mais valioso a humanidade erigiu.

Professor Henrique Vailati Neto é diretor do Colégio FAAP – SP. Formado em História e Pedagogia, com mestrado em Administração. É professor universitário nas disciplinas de Sociologia e Ciência Política. Tem quatro filhos e quatro netos.

 

Troque ideia com o professor: col.diretoria@faap.br

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Colégio FAAPFAAP

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.