Limitações e oportunidades: a reforma curricular

Colégio FAAP

12 de novembro de 2021 | 11h40

A implantação da Base Nacional Curricular Comum, enquanto uma diretriz nacional, por mais que buscou permitir flexibilidades que pudessem atender especificidades locais, criou limitações a instituições, como o Colégio FAAP: a partir do cuidadoso conhecimento do perfil de nossos alunos, nosso Colégio plasmou um currículo dinâmico e dirigido às aspirações e necessidades de nossa comunidade.

Assim, desde que as determinações legais foram publicadas, nossa equipe pedagógica debruçou-se sobre a questão buscando justapor e adequar os dois universos, o legal e o real, para continuar a cumprir nossos objetivos pedagógicos e nos valer da flexibilidade oferecida: a possibilidade de escolha, pelo aluno, de itinerários formativos visando embasar uma educação mais focada nos anseios do estudante.

Considerando a complexidade do mercado de trabalho, as vertiginosas mudanças deste universo tecnológico e, acima de tudo, a imaturidade da faixa etária que será objeto dessas escolhas, oferecer opções será trabalho de enorme responsabilidade e extremo cuidado.

De início, o Colégio FAAP repensou, redimensionou e fortaleceu o seu Programa de Orientação Vocacional para que, em associação com todas as disciplinas, possamos trabalhar o processo de autoconhecimento nos alunos como o necessário, indispensável primeiro passo para qualquer escolha consciente.

Em paralelo, criamos um Projeto de Pesquisa focado na realidade de nosso aluno que, com o apoio e parceria do Centro Universitário FAAP, oferecesse escolhas concretas de trânsito por temas nas duas grandes áreas do conhecimento: Ciências da Natureza e Humanidades.

Tal parceria universitária, um dos pilares do Colégio na formação de futuros acadêmicos mais bem formados pelo domínio dos pré-requisitos intelectuais e mais conscientes de suas escolhas profissionais, fechará um Projeto Pedagógico de atualidade permanente enquanto atento às mudanças de cenário e, sobretudo, atendendo ao aluno enquanto sujeito único da educação.

 

Professor Henrique Vailati Neto é diretor do Colégio FAAP – SP. Formado em História e Pedagogia, com mestrado em Administração. É professor universitário nas disciplinas de Sociologia e Ciência Política. Tem quatro filhos e quatro netos.

 

Troque ideia com o professor: col.diretoria@faap.br

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.