Férias excepcionais, cuidados excepcionais!

Colégio FAAP

03 de julho de 2020 | 15h33

Superando o imprevisível, administrando os minutos e os passos no escuro destes dias, o Colégio FAAP logrou cumprir, com qualidade e ótimo aproveitamento, a íntegra de seu Planejamento Pedagógico graças à dedicação e competência de sua equipe docente e pedagógica, ao apoio dos alunos e de suas famílias e à irrestrita confiança da Diretoria da Fundação Armando Alvares Penteado.

A todos trazemos nossa profunda gratidão!

Modificar, em horas, toda ferramentaria didática sem perdas na qualidade e na adesão dos alunos foi tarefa, efetivamente, admirável: a questão não se restringiu (como alguns podem pensar), na posse e domínio plenos dos instrumentos mais modernos de ensino on line. Tais variáveis sempre foram usadas para, de forma híbrida, darem suporte ao processo presencial de ensino e não para se constituírem em sua realidade única. O desafio foi imensamente maior!

Tudo foi novo e agravado pelo terrível contexto da quarentena que, banindo a normalidade, permeou e comprometeu o processo pedagógico, exigindo de todos os educadores um nível excepcional de sensibilidade e criatividade para que pudéssemos oferecer o indispensável suporte pedagógico aos nossos alunos.

Caminhamos nos limites da sombra e, assim, cada momento é único e, referências ao qualquer passado, têm sido exercício inútil pela premência de tempo e pelos riscos inerentes à inação.

Nesse contexto, convido a todos os educadores e, sobretudo, as famílias a repensarem as férias dentro daquilo que se exige sob o aspecto sanitário de uma pandemia que não está debelada senão na “leitura e interesses escusos”. Ressalvamos, outrossim, aquelas instituições que, por motivos certamente justos, alteraram seu calendário letivo criando ainda outras disfunções na “fisiologia da cronologia escolar”.

Manter nossas crianças e jovens em férias de quarentena é mais um enorme exercício de criatividade e disciplina. Sem os compromissos disciplinadores das aulas on line que ocupavam tempo e justificavam as horas de descanso organizando a “nova vida”. Com os espaços públicos e as reuniões restritas, com as viagens cerceadas pela infecção que se alastra, pensar em lazer e relaxamento tornou-se tão desafiador quanto entrar em aula no vídeo e transformar o lar em espaço público.

Caberá, no contexto de cada família, buscar saídas, construir uma realidade de lazer que, protegendo nossas crianças e jovens, não ceda às pressões de uma liberdade suicida que tem ceifado milhares de vidas dos irresponsáveis e de suas vítimas!

Mais uma vez teremos de encarar uma tarefa sem precedentes, mas aqueles que puderam e conseguiram chegar até aqui, seguramente, darão mais esse passo comprobatório de que à humanidade o impossível é o que ela não se dispôs a fazer.

Boas férias meninos, nós estaremos velando por vocês!!!

Professor Henrique Vailati Neto é diretor do Colégio FAAP – SP. Formado em História e Pedagogia, com mestrado em Administração. É professor universitário nas disciplinas de Sociologia e Ciência Política. Tem quatro filhos e quatro netos.

Troque ideia com o professor: col.diretoria@faap.br

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: