Adultos conscientes e economicamente responsáveis

Adultos conscientes e economicamente responsáveis

Colégio FAAP

30 Outubro 2015 | 15h13

Disciplinas extras ministradas no Colégio FAAP estimulam os alunos a desenvolver consciência financeira e repensar o valor do dinheiro

Alunos do Colégio FAAP têm aulas de educação financeira

Alunos do Colégio FAAP têm aulas de educação financeira

Saber planejar e controlar gastos também deve fazer parte da rotina do jovem no começo da vida adulta. Em períodos de crise econômica, principalmente, administrar bem as finanças deixa de ser uma atitude necessária e passa a ser obrigatória. De acordo com levantamento do Serasa Consumidor e IBOPE Inteligência, pessoas entre 16 e 24 anos são as que possuem menos controle da sua vida financeira no Brasil.

“A educação financeira é extremamente importante entre os jovens porque é capaz de formar adultos conscientes e economicamente responsáveis. Além disso, são as decisões desses indivíduos hoje que irão influenciar diretamente a situação econômica futura”, ressalta a professora Silvye Ane Massaini, da Faculdade de Administração da FAAP e responsável pela disciplina ‘Inteligência Econômico-Financeira’, ministrada aos alunos do Colégio FAAP desde 2013, dentro do programa de aulas interdisciplinares realizadas em parceria com as seis faculdades da instituição.

As aulas são ministradas aos alunos do Colégio FAAP todo semestre. São cinco encontros para contextualizar o estudante no atual ambiente econômico. “No começo abordamos, por exemplo, os conceitos de inflação, PIB, IPCA, entre outras siglas que muitos alunos ouvem falar nos noticiários, porém desconhecem seu significado”, explica a professora, que também é coordenadora do Núcleo de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão da Faculdade de Administração.

Nas quatro aulas seguintes são abordados temas como conceitos sobre poupança e renda futura, para que o aluno entenda a importância do acúmulo de riqueza, onde são discutidas formas de lidar com o dinheiro e com os gastos; finanças pessoais, para que os jovens percebam o dispêndio necessário para manter suas rotinas, visando desenvolver uma consciência financeira e provocar a reflexão acerca do valor do dinheiro; as formas de pagamento à vista e parcelado, além do uso do cartão de crédito e, por fim, os principais tipos de investimentos no mercado, tanto de renda fixa quanto variável.

“Apesar de jovens, os alunos precisam conhecer as limitações da previdência social e pensar no futuro se quiserem manter o mesmo padrão de vida que possuem no momento”, destaca a professora. Ela lembra que a crise econômica traz impactos diretos a todos e, mesmo os jovens, podem perceber que alguns dos bens que eles consomem estão mais caros e que há mais dificuldade para se arranjar empregos.

Professora Silvye Ane Massaini: faça um planejamento financeiro colocando os gastos no papel

Professora Silvye Ane Massaini: faça um planejamento financeiro colocando os gastos no papel

Para discutir estes temas, a professora Silvye utiliza vídeos, testes de perfil, material de leitura, além de jogos para incentivar a tomada de decisão financeira frente a diversos objetivos.

Cinco dicas da professora para quem quer aprender a poupar:

1 – Faça sempre um planejamento financeiro, colocando todos os gastos e receitas no papel. Só assim você saberá o quanto pode gastar (hoje em dia existem diversos aplicativos para celular que podem ajudar).
2 – Só gaste aquilo que pode. Não entre em prestações longas, prefira pagar à vista (com desconto) e não faça dívidas. Os pequenos gastos podem virar uma dor de cabeça, principalmente os do cartão de crédito.
3 – Saiba diferenciar a necessidade de um desejo. Veja o que realmente é preciso e necessário gastar.
4 – Colabore com as finanças da sua casa. Você pode ser responsável pela prosperidade da sua família.
5 – Tenha um fundo de emergência e poupe para a aposentadoria desde já. Quanto antes você começar, melhor.