“Acho a Química a disciplina mais importante do currículo escolar”

“Acho a Química a disciplina mais importante do currículo escolar”

Colégio FAAP

07 de junho de 2019 | 16h28

Há 10 anos no Colégio FAAP, o professor Eduardo Fernandes Basílio, de Química, não foi sempre um apaixonado pela disciplina. “Aprendi a gostar somente no ensino médio, inspirado por um ótimo professor que tive”, disse. Depois disso nunca mais deixou a Química. Ainda como estagiário, foi trabalhar em uma indústria, mas, ao se formar, em 1988, percebeu que o que queria mesmo era ser professor. “Sigo até hoje, sem arrependimentos”, brinca.

Em entrevista ao Blog do Colégio FAAP, o professor Eduardo falou sobre suas aulas e a importância de sua disciplina. “Sem a Química não somos nada”, pontuou.

Aplicativos e filmes são alguns dos recursos utilizados nas aulas do professor Eduardo (Foto: Fernando Silveira / FAAP)

Qual a importância em aprender Química?

A Química é uma matéria curricular que o aluno precisa aprender, mesmo se não for seguir carreira. Não é só matéria de vestibular. O conhecimento é sempre importante, por isso acho que é a disciplina mais importante do currículo escolar. Isso porque faz parte do nosso dia a dia – desde quando acordamos até a hora de dormir. Mostro para o aluno que, ao escovar os dentes, tomar banho ou ao pegar o carro, a química está presente no creme dental, no shampoo, no combustível e todos os outros produtos que usamos. Quando estamos doentes, precisamos tomar remédio, que também é feito a partir da química. Ou seja, sem a química não somos nada.

Sendo tão importante, porque você acredita que há uma resistência por parte dos alunos em gostar da disciplina?

O aluno tem uma certa resistência pelas aulas de exatas, e a Química é ainda mais complicada, por depender da Matemática, da Física e da Biologia. No primeiro ano, aprende-se a base que é a química geral; no segundo tem aulas de físico-química e, por fim, no terceiro, é química orgânica. Tem bastante cálculo, o uso de logaritmos entre outros. Essa interdisciplinaridade acaba assustando os alunos.

Além disso, se o aluno não teve uma boa aula no ensino fundamental, vai carregar essa carência para o ensino médio, ficando mais difícil de acompanhar as aulas. A base é tudo na química.

Por conta disso, temos no contraturno um núcleo de apoio, para tirar dúvidas e fazer mais exercícios.

Como são as aulas de Química do Colégio FAAP?

Há aulas expositivas a partir de apostilas customizadas que desenvolvo especialmente para as aulas, mas também utilizamos livros didáticos. Tem também aulas práticas em laboratórios, onde o aluno vai entender como funciona aquele processo químico que estudamos em sala. O aluno comprova na aula prática aquilo que viu em livro, assim a aula se torna mais dinâmica.

Nos laboratórios, os alunos observam as reações químicas descritas nos livros (Foto: Fernando Silveira / FAAP)

Como deixar essas aulas mais atrativas para esses jovens?

Utilizamos aplicativos para mostrar alguns assuntos, como radioatividade. Não há como estudar isso em laboratório, então mostramos a partir de um aplicativo como funciona a radiação, o reator nuclear, o uso de quimioterapia etc.

Também passamos filmes, como o Nosso Amigo o Átomo (1957), que é um documentário do Walt Disney que explica química nuclear e mostra como começou tudo e a importância do átomo, que é a base de toda a química.

Tudo o que sabemos sobre:

Colégio FAAPFAAPEnsino MédioQuímica

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: