A saudosa e desejável indisciplina

Colégio FAAP

12 de março de 2021 | 11h17

Antes que algum apressado ponha em dúvida a sanidade deste calejado educador, peço algumas poucas linhas de paciência e consideração para com o caráter provocativo do título.

Mais do que a tristeza de corredores vazios que gritam pelos alunos, a exceção vivida priva as escolas de fatores essenciais ao aprendizado e que jamais serão preenchidos por qualquer recurso tecnológico. Evidente que falamos do convívio físico e da proximidade social, mas aí, aparece um traço pouco ponderado, a salutar indisciplina enquanto genuína manifestação da vida escolar.

Há que se fazer uma indispensável distinção: evidentemente, não nos referimos à indisciplina deletéria que destrói e, muito menos, a aquela que ofende ou magoa. Tratamos daquelas atitudes que, fugindo aos padrões regimentais mais rigorosos, compõem a melhor antologia das memórias escolares. Quando reunimos velhos colegas de turma, as mais saborosas reminiscências são compostas pelas travessuras e situações que burlavam as normas, que nos faziam pequenos heróis coroados por rizadas e nos transformavam em protagonistas de uma vida feliz e inesquecível.

Óbvio que jamais pregaremos o distúrbio, o desrespeito e a anarquia escolar, mesmo porque, o bom regramento no sentido do respeito ao próximo e à autoridade legítima são objetivos essenciais da educação que, em nada, se confundem com a imbecilidade dos padrões castradores do autoritarismo que nascem em atmosferas sufocantes e antipedagógicas.

A riqueza produtiva e a criativa do buscar atalhos inocentes no regramento social são o mais genuíno exercício de vida saudável em sociedade, formam grupos de lealdade e trabalho, desenvolvem a capacidade de autocrítica, ensinam a aceitar a diversidade.

Mas a sociabilidade necessária, saudável e alegre é a catalisadora essencial do aprendizado, é o sal da terra do educando e o educador.

 

Professor Henrique Vailati Neto é diretor do Colégio FAAP – SP. Formado em História e Pedagogia, com mestrado em Administração. É professor universitário nas disciplinas de Sociologia e Ciência Política. Tem quatro filhos e quatro netos.

 

Troque ideia com o professor: col.diretoria@faap.br

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Ensino MédioColégio FAAPFAAPeducação

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.