“A disciplina de Sociologia acaba servindo como um espaço de informação e reflexão sobre o mundo”

“A disciplina de Sociologia acaba servindo como um espaço de informação e reflexão sobre o mundo”

Colégio FAAP

30 de agosto de 2019 | 12h00

Professor do Colégio FAAP há quase 10 anos, Emerson Ricardo Girardi participou ativamente do processo de implantação das disciplinas de Filosofia e Sociologia no Ensino Médio. Em sua opinião, para que o aprendizado seja prazeroso e menos engessado, é preciso que as aulas discutam os conceitos sociológicos a partir de tópicos da atualidade.  “A meu ver, o trabalho e os resultados pedagógicos são bastante efetivos, na medida em que atendem os anseios e necessidades da juventude do século XXI”, destaca.

Para o Blog do Colégio FAAP, ele fala sobre a importância da disciplina, a receptividade dos alunos e os recursos para tornar as aulas mais atrativas.

Confira a entrevista completa.

Prof. Emerson Girardi participou ativamente do processo de implantação das disciplinas de Filosofia e Sociologia no Ensino Médio (Foto: Fernando Silveira / FAAP)

Qual a importância do estudo da Sociologia, principalmente, para os dias atuais?

Entendo que o estudo da Sociologia é algo fundamental nos tempos de hoje. Como vivemos em um mundo de intensas e rápidas transformações na esfera social, cultural, econômica e política, a disciplina de Sociologia acaba servindo como um espaço de informação e reflexão sobre o mundo, estimulando um debate plural e de convívio entre os vários pontos de vista. Sendo assim, não tenho dúvidas que a Sociologia é um saber extremamente necessário para a compreensão e para o apontamento de perspectivas aos nossos dias.

Como mostrar essa importância para os alunos?

Especialmente no Colégio FAAP, as aulas de Sociologia são planejadas para que possamos produzir as análises teóricas e conceituais a partir de notícias da atualidade e de fenômenos sociais recentes, visando informar e despertar no aluno a ampliação do repertório crítico e conceitual. Deste modo, a abordagem da disciplina se aproxima em larga escala da realidade do aluno, instigando-o para compreender e se envolver na aquisição dos conteúdos fundamentais da Sociologia, através de estímulos e protagonismo do aluno em sua própria aprendizagem.

A Sociologia sempre esteve presente no currículo escolar?

Infelizmente não. A Sociologia tem uma trajetória curiosa, pois esteve ao longo do tempo entrando e saindo dos currículos escolares em virtude das diversas reformas educacionais que tivemos na história da educação brasileira. Nesse último evento de reinserção, ocorrido em 2008, a Sociologia foi restabelecida como obrigatória, em conjunto com a Filosofia, após um amplo movimento de mobilização que incluiu professores, pesquisadores e intelectuais de diversas instituições educacionais brasileiras. Desde então, a Sociologia figura como uma disciplina que vem ampliando e estabelecendo suas bases mais expressivas na Educação Básica.

 Qual o retorno que você tem de suas aulas? Você encontra alguma resistência dos alunos?

Em geral, os alunos gostam bastante quando conseguem perceber o aspecto prático que os conhecimentos sociológicos podem proporcionar em suas vidas. Quando isso acontece, os alunos começam a ampliar sua visão de mundo, abandonando o senso comum e os seus conceitos pré-estabelecidos para iniciar uma leitura de mundo e das relações sociais para além da escola, tal como a família, o bairro, a comunidade e o país.

Como é a dinâmica das aulas? Você faz uso da tecnologia?

No Colégio FAAP, busco utilizar diversos métodos e práticas pedagógicas que visam o desenvolvimento não somente das habilidades necessárias para a disciplina de Sociologia, mas também que colaborem para a formação integral do nosso aluno, que é um jovem do século XXI. Desse modo, as aulas são combinadas com metodologias ativas de aprendizagem, através de práticas de análises de textos e notícias, pesquisas, debates e seminários, visando o estímulo à reflexão em uma aprendizagem baseada em problemas.

Para tanto, nos servimos com bastante frequência das ferramentas tecnológicas, tal como a plataforma Blackboard que utilizamos na FAAP para promover a elaboração de atividades, pesquisas, fóruns de discussão e produção e postagem de vídeos, visando o aproveitamento e o aprimoramento das tecnologias e habilidades voltadas para a aprendizagem dos jovens.

E como avaliar o aprendizado do aluno?

Os alunos são avaliados a partir de atividades de pesquisa e análise sobre notícias e temáticas da atualidade, realizadas quinzenalmente. Tais atividades de pesquisa são combinadas com avaliações teóricas e conceituais realizadas nas semanas de provas. Em geral, os alunos que se dedicam nas atividades de pesquisa e análise alcançam ótimo desempenho e, via de regra, também adquirem um repertório e grau de olhar crítico muito mais expressivo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: