Projeto Casa Iluminada põe à prova conhecimentos de Física e habilidades de Artes

Projeto Casa Iluminada põe à prova conhecimentos de Física e habilidades de Artes

CPV Educacional

25 Novembro 2016 | 10h13

O projeto da dupla Beatriz Gaeta Catib e Giulianna Malotti foi o mais votado entre os professores

O projeto da dupla Beatriz Gaeta Catib e Giulianna Malotti foi o mais votado entre os professores

Na última semana de outubro, o professor Rafael Correa, de Física, entregou oito kits para os alunos do 9º ano. Em cada envelope havia cinco mini lâmpadas, sete interruptores, fiação, suportes para pilhas, fita isolante, pilhas AA e um desafio: montar um circuito elétrico para uma casa de brinquedo com quatro cômodos e uma escada. Ele deveria ser composto por uma chave geral, um interruptor em cada cômodo e uma lâmpada na escada acionada por dois interruptores, um no andar de baixo e outro no de cima.

O segundo desafio seria dado pela professora Walkiria Martelleto, de Artes: fazer a casa de brinquedo. Ela deveria ser produzida com materiais recicláveis, com dois cômodos no andar térreo, uma escada e dois cômodos no andar superior, além de permitir a instalação dos circuitos. A decoração interna e externa ficava por conta da imaginação de cada grupo.

Após três semanas, todos os trabalhos foram entregues na aula de Artes e avaliados na aula de Física. Aqueles que estavam de acordo com normas arquitetônicas, como o interruptor ficar no cômodo adequado, e com os circuitos funcionando perfeitamente foram selecionados para uma votação às cegas com a participação de professores e funcionários do Colégio.

Quatro projetos estavam completamente adequados às exigências dos dois professores

Quatro projetos estavam completamente adequados às exigências dos dois professores

Nesta quinta-feira os dois professores se reuniram para entregar certificados aos quatro grupos finalistas e um prêmio simbólico aos dois trabalhos mais votados. “É sempre desafiador pensar em atividades que envolvam mais de uma disciplina, mas é igualmente recompensador. Para o ano que vem já temos projetos engatilhados para as turmas de 1ª e 2ª séries”, conta Rafael.

Veja aqui mais fotos da premiação.