Alunos discutem conflitos no Oriente Médio com jornalista que trabalhou na linha de combate

Alunos discutem conflitos no Oriente Médio com jornalista que trabalhou na linha de combate

CPV Educacional

03 Abril 2017 | 16h05

Sala cheia para o primeiro Cine Debate do ano

Sala cheia para o primeiro Cine Debate do ano

Os alunos do Colégio CPV tiveram recentemente a oportunidade de conversar com Yan Boechat, jornalista com mais de 20 anos de carreira que trabalha como repórter freelancer cobrindo conflitos no Oriente Médio. Essa foi a primeira vez que o jornalista, que recentemente passou cerca de três meses no Iraque, onde acompanhou a retomada de parte da cidade de Mossul das mãos do Estado Islâmico, falou sobre as experiências da profissão para adolescentes. “Agi com eles como uso fazer no meu trabalho: sendo o mais fiel possível ao que eu vejo, contando as histórias que eu conheço”, diz.

O bate-papo foi precedido pela exibição do documentário Os Capacetes Brancos, que mostra um grupo voluntário de resgate na Síria e que levou o Oscar este ano, e faz parte do Cine Debate. Com a participação de Boechat, no entanto, o formato aproximou-se mais de um tira-dúvidas, em que os alunos aproveitaram o conhecimento de Boechat para construir suas próprias percepções. “A receptividade foi ótima, as perguntas que eles fizeram tiveram um ótimo nível”, diz Jonas Oliveira, professor de História e um dos organizadores do evento.

No final, vários alunos seguiram conversando com Yan Boechat

No final, vários alunos seguiram conversando com Yan Boechat

Boechat contou como é o cotidiano de um repórter de guerra, sem amenizar a parte feia, mas também sem deixar de mencionar os momentos de alegria e comemorações. “A vida é dura, sim, mas a vida segue, mesmo em regiões em conflito”, diz. A conversa teve o espectro mais amplo possível. Girou sobre como lidar com a morte e a instabilidade, a complexidade dos interesses globais e regionais envolvidos no conflito, a disparidade entre os papéis possíveis da mulher na sociedade e sobre a conduta da mídia na propagação de fatos controversos. “Foi uma grande dose de realidade, sem romantizar a guerra nem criar heróis ou bandidos”, enfatiza Alex Alves, professor de História e Atualidades.

O evento seria aberto aos alunos da 3ª série do Ensino Médio, mas foi estendido a estudantes das 1ª e 2ª séries e também dos cursinhos das três unidades do CPV. O aluno Guilherme Maglione, da 1ª série, ficou contente com o convite. Interessado em política e história em geral, foi com a expectativa de uma palestra rica em conhecimento. O que ele não esperava era uma conversa frenética, com uma hora e meia de duração. “O mais legal foi ouvir perguntas de outros alunos, que nem haviam passado pela minha cabeça, e sair da minha linha de raciocínio para ver outro ponto da questão”, diz.

Saiba mais:
O Cine Debate tem como objetivo desenvolver a capacidade de expressão e discussão crítica a partir de temas atuais. Veja mais fotos do encontro.

O jornalista Yan Boechat está de volta ao Oriente Médio. Atualmente está na Síria, de onde manda notícias para a Band, e deve, em breve, voltar ao Iraque. Ele também tem passagens pelo Afeganistão, Tunísia, Angola, Egito, Líbano, Palestina, Ucrânia e República Democrática do Congo

Mais conteúdo sobre:

HistóriaCine DebateAtualidades