A importância de atividades coletivas

Carina Gonçalves

04 de fevereiro de 2019 | 15h10

Viver em sociedade ou em grupos é uma atividade saudável e indicada para o progresso intelectual e físico de todas as idades, especialmente para crianças e jovens. No ambiente escolar, os resultados podem ser percebidos logo no primeiro mês em que a criança entra em contato com um novo universo, além do que estava acostumada com os pais e familiares.

As brincadeiras e atividades em grupos são imprescindíveis para que elas possam estabelecer um relacionamento amigável com outras crianças e aprendam a lidar com diversos desafios ao decorrer de suas vidas. Entre alguns, o incentivo a autonomia (que inclui ações de cooperação, escolhas e decisões) é um dos pontos chaves para formar uma pessoa feliz e confiante de si mesma, já nos primeiros meses de vida.

Para isso, o Colégio Branca Alves de Lima utiliza como ferramenta base para o processo ensino-aprendizagem a pedagogia afetiva, que oferece todas as qualificações do ensino tradicional com um diferencial: incentivo ao conhecimento por meio do afeto e carinho mútuo, aplicado dentro e fora da sala de aula. Como resultado, todos os alunos são capazes de discernir o que pode e o que não pode ser feito para a conquista de seus objetivos pessoais e também profissionais no futuro, que certamente implicarão na contribuição de outras pessoas para que ocorram de fato.

Vale lembrar que ninguém é auto-suficiente ou independente total para sobreviver e em todos os ciclos da vida precisamos do outro para que nossas tarefas e resultados sejam realizados. E saber conviver em coletividade, com a troca de idéias, aceitação de opiniões e até mesmo de críticas, pode garantir a formação de uma pessoa consciente e apta para saber lidar com as diversidades que inevitavelmente acontecerão no decorrer de suas escolhas.

Por exemplo, na primeira infância, que abrange os meses iniciais de vida do bebê – a partir dos quatro meses – até o ensino infantil – entre 3 e 5 anos –, a convivência entre crianças da mesma idade possibilita melhor rendimento e desenvolvimento dos sentidos como visão, tato, paladar e audição, uma vez que todas as atividades apresentadas no ambiente escolar são especialmente desenvolvidas para a excelência do aprendizado e para potencializar talentos já nesta fase de vida.

No ensino fundamental – entre 6 e 14 anos – o processo é ainda melhor, pois as crianças e jovens já são capazes de diferenciar o que desejam e o que precisam para que suas ideias e projetos se concretizem. Neste período, a coletividade tem um papel fundamental para a prática da cidadania, do respeito para com o próximo, da ação em parceria para a troca de experiências e conceitos pessoais, assim como para a aceitação de críticas e sugestões.

Por tal, a interatividade entre as pessoas é inerente e imprescindível para que tenhamos uma sociedade justa e eficiente. Pensamento este ao qual faz parte dos conceitos do Colégio Branca Alves de Lima, que reafirma seu comprometido com os seus alunos e colaboradores para que sempre ofereçam o que têm de melhor em busca de resultados coletivos. Ainda, busca contribuir com a sociedade na formação de jovens éticos, participativos, solidários, competentes e conscientes. Sempre com base em valores éticos, competentes, de qualidade, de solidariedade, inovação e, especialmente pela humanização.

Mais conteúdo sobre:

Colégio Bal